Brincadeiras e Dinâmicas, Datas Comemorativas, Educação Infantil

Brincadeiras Folclóricas


Selecionamos nesta postagem uma lista com brincadeiras folclóricas. Conte-nos qual gostava de brincar ou qual delas não conhecia.

Brincadeiras folclóricas são jogos populares passados de geração em geração. Elas são importantes porque fazem com que hábitos e costumes sejam transmitidos na sociedade, mantendo as características e marcas de uma comunidade.

Vocês sabiam que antigamente as crianças tinham que usar a criatividade para brincar e se divertir? Não havia tantos brinquedos como hoje. As crianças utilizavam madeira, papel, pedra e latas para inventar seus brinquedos e suas brincadeiras.

Qual a origem dos jogos, brinquedos e brincadeiras?

De onde vêm as brincadeiras? Muitas delas ninguém sabe. Elas são universais e fazem parte da cultura popular.

Apesar de vários indícios na História, é impossível dar a palavra final sobre a origem de várias brincadeiras e brinquedos.

Mas afinal, o que são brincadeiras folclóricas? As brincadeiras populares e folclóricas são aquelas que fazem parte da cultura e são criados pelas pessoas ao longo do tempo, passando de geração para geração.

Nessas brincadeiras não existem regras fixas, elas podem ser criadas pelo grupo que está brincando e modificada sempre que necessário.

Para brincar, não são necessários materiais ou espaços específicos, podemos brincar em qualquer lugar.

São aquelas também conhecidas como brincadeiras de rua ou tradicionais, que não exigem recursos materiais ma sofisticados, pois nasceram da cultura popular.

No entanto essas brincadeiras folclóricas estão desaparecendo

Devido à influência da internet, televisão, dos jogos eletrônicos e das transformações do ambiente urbano.

As ruas e calçadas, com o passar do tempo, deixaram de ser os espaços apropriado para as brincadeiras populares.

UM DADO IMPORTANTE: 90% das crianças da atualidade acham que o sinônimo de brinquedo é vídeo game, computador e TV.

Brincadeiras Folclóricas

Você conhece alguma dessas Brincadeiras Folclóricas?

  • Brincadeira de roda
  • Amarelinha
  • Pipa
  • Cabra cega
  • Bolinha de sabão
  • Cavalinho de pau / Boneca de pano
  • Pião
  • Pique esconde
  • Cabo de guerra
  • Queimada
  • Pula corda
  • Bambolê
  • Roda arquinho
  • Avião de papel
  • Carrinho de rolimã
  • Bolinhas de gude
  • Ioiô
  • Perna de pau / Pé de lata
  • Telefone de lata
  • Cama de gato
  • Carrinho de lata
  • Cinco Marias
  • Roncador
  • Pelada
  • Barquinho de papel

Confira também: Desenhos do folclore.

Brincadeiras Folclóricas Populares

Brincadeiras Folclóricas Populares

Confira nossa lista de brincadeiras folclóricas e veja se recorda de algumas delas.

Balança caixão

  • Brincadeira de esconder em que as crianças devem fazer uma fila e debruçar os braços nas costas de quem está na frente, de forma em que os olhos fiquem tampados. Um de cada vez deve dar um tapinha nas nádegas de quem está na frente, do último para o primeiro enquanto balançam e cantam: Balança caixão, balança você dá um tapa na bunda e vai se esconder

Amarelinha

  • Risca-se o chão com giz branco, tijolo, uma sequência de uma e duas quadras até que complete 10. A criança deve pular com um e dois pés até chegar ao céu. A criança pode também jogar uma pedrinha, e na quadra que ela parar fica proibido encostar os pés.

Bobinho

  • Deve ter no mínimo 3 crianças, uma para ser o bobinho e duas para serem os pegadores. Os pegadores devem jogar a bola um para o outro, enquanto o bobinho tenta pegá-la. Quando o bobinho conseguir pegar a bola, ele deve tomar o lugar do pegador que não conseguiu pegá-la.

Cabo de guerra

  • As crianças devem ser divididas em dois grupos. Cada grupo deve segurar de um lado de uma corda, na mesma distância da marca central. Ao sinal, cada grupo deverá puxar a corda para seu lado e tentar dominar a marca central. Vence o grupo mais forte.

Casinha

  • Jogo simbólico em que as crianças representam papéis de pais ou filhos e suas atividades, de acordo com as referências que cada um possui. Podem ou não utilizar brinquedos como bonecas, panelinhas e fantasias.

Cavalinho de pau

  • Brincadeira de cavalgar cavalinho de pau, feito com cabo de vassoura, bambu ou vara.

Chicotinho queimado

  • Uma criança esconde um objeto e as outras crianças tentam achá-lo. Quem escondeu o objeto deve dizer às crianças se elas estão “quente” (perto) ou “frio” (longe), e quando encontrá-lo deve gritar “queimou!”

Cobra-cega

  • A criança de olhos vendados deve tentar pegar outra criança. Quem for pego vira cobra-cega.

Cobrinha

  • Duas crianças seguram as pontas de uma corda e a balançam de leve imitando uma cobra se mexendo. As outras crianças devem pular a corda sem encostar nela, caso contrário sairá dabrincadeira.

Coelhinho sai da toca

  • As crianças devem ser dividas em grupos de três, dois darão as mãos para formarem a toca e um será o coelho que ficará dentro da toca. Uma criança deverá ser o cantador e uma deverá ser o coelho sem toca. Quando for cantado “co-e-lhi-nho-sai-da-to-ca-1-2-3” todos coelhinhos devem mudar de toca e o coelhinho sem toca deve invadir a toca de alguém. A brincadeiras pode ser repetida várias vezes e cada vez mais rápido. Outra maneira de brincar é riscando as tocas no chão.

Corre Cotia ou Corre Cutia

  • A turma escolhe um objeto qualquer e entrega a uma criança. A turma faz uma roda sentada e canta enquanto a criança corre em volta dela. Ao final da música ela coloca o objeto atrás de um colega e este deve pegar o objeto, levantar-se e tentar pegar a mesma criança que lhe colocou o objeto. Ela deve dar a volta e sentar no lugar da outra, caso contrário deverá imitar uma galinha choca no centro da roda.

Dança da cadeira

  • Separe uma cadeira para cada criança, exceto uma, por exemplo: se tiverem 10 crianças será preciso 9 cadeiras. Organize-as em círculo com o assento para fora. Coloque uma música e peça para as crianças rodarem na mesma direção, com as mãos para trás. Pare a música e peça para as crianças sentarem, quem ficar sem cadeira sai da brincadeira. Repita a atividade até sobrar apenas uma criança, a vencedora.

Variação: Você pode tirar uma cadeira a cada rodada, mas não tirar nenhuma criança, sendo preciso um sentar no colo do outro.

Detetive

  • Recorte pedaços de papel em tamanhos iguais de acordo com o número de jogadores. Em um deles escreva a palavra ‘detetive’ e em outro, ‘assassino’. Sentados em círculo, o assassino deve piscar discretamente para as crianças e quem receber a piscada deve esperar um pouco e dizer “morri”. O detetive tem que descobrir quem é o assassino e dizer seu nome e se errar sai da brincadeira. O assassino que for pego ou piscar para o detetive deve sair da brincadeira.

Estilingue

  • A brincadeira leva o nome do brinquedo de jogar pedra: estilingue. Pode ser feito com galhinho de árvore em forma de V amarrado por um elástico e também pode ser encontrado adaptado em lojas.
    A brincadeira pode ser divertida quando se disputam a distância e a pontaria do ataque, mas também pode ser muito perigosa, pois pode quebrar vidros e janelas, além de machucar seriamente pessoas e animais.

Forca

  • É um jogo que tem como objetivo a formação de palavras. Risca-se uma base para forca onde será desenhado o corpo e faz um risco para cada letra da palavra a ser adivinhada. O adivinhador diz uma letra, se estiver certo o enforcador a escreve no risco e se estiver errada faz uma parte do corpo humano na base da forca. Repete-se a atividade até o adivinhador acertar toda a palavra, ou ser enforcado, caso o enforcador tiver desenhado todo o corpo.

Ioiô

  • A brincadeira leva o nome de um brinquedo, dois discos que rola por um barbante. O movimento básico consiste em fazer o ioiô rolar para cima e para baixo várias vezes sem parar, mas existem outros movimentos famosos conhecidos como manobras. O jogador que faz ótimas manobras pode participar de várias competições pelo mundo.

Jogo da velha

  • Risca-se duas linhas horizontais e duas linhas verticais por cima, formando 9 quadras.
  • Dois participantes devem escolher quem vai desenhar um X e quem vai fazer um O (ou outro símbolo qualquer). Um de cada vez, desenha seu símbolo em uma quadra até alguém fazer um trio do mesmo símbolo, na horizontal ou vertical.
  • Se todas as quadras tiverem ocupadas e ninguém fez um trio é sinal que o jogo “deu velha”.

Macaquinho mandou

  • Uma criança deve ser o macaquinho mandão e as outras crianças devem obedecer. O macaquinho ordena as crianças a fazerem alguma coisa: imitar um bicho, colocar a mão na cabeça, abraçar o amigo, encostar a mão na
  • janela, etc. A brincadeira pode haver disputas como: quem colocar a mão na parede primeiro ganha ou quem dançar mais bonito vence e será o novo macaquinho.

Brincadeiras Folclóricas para imprimir

Brincadeiras Folclóricas para imprimir Brincadeiras Folclóricas para imprimir Brincadeiras Folclóricas para imprimir Brincadeiras Folclóricas para imprimir Brincadeiras Folclóricas para imprimir

Brincadeiras Folclóricas – Pescaria

Brincadeiras Folclóricas – Brincadeiras de Roda

Levar os alunos para o pátio e brincar de roda, cantando algumas músicas conhecidas:

APELO AOS ALUNOS: Quem pode colaborar para que os jogos e brincadeiras populares não desapareçam são vocês.

Como?

Brincando e ensinando outras crianças a brincar. Enquanto existirem crianças se divertindo com as brincadeiras folclóricas populares elas não irão desaparecer.

Não deixem os jogos e brincadeiras populares desaparecerem.

Atividades para trabalhar Brincadeiras Folclóricas

Use os códigos e relacione às cenas correspondentes:

Faça um x nas suas brincadeiras folclóricas preferidas:

Brincadeiras Folclóricas – ESCRAVOS DE JÓ

Brincadeiras Folclóricas - ESCRAVOS DE JÓ

COMO BRINCAR:

Cantiga aparecendo sob a forma de jogo ou passeio (ver esta última modalidade na categoria correspondente). A música é a mesma. Crianças sentadas no chão em círculo ou ao redor de uma mesa; um objeto (pedrinha, caixa de fósforos ou sementes). As crianças vão entoando a cantiga, marcando os tempos fortes; passam o objeto de uma para outra, no sentido dos ponteiros do relógio. Somente na parte onde dizem zique – zá o objeto é passado na direção contrária, retornando-se, logo a seguir, à primeira direção contrária, retornando-se, logo a seguir, à primeira direção. Quem erra cai fora. Os últimos dois serão os vencedores. Música: Escravos de Jó Jogavam Caximbó. Tira, bota. Deixa o Zé Pereira Que se vá. Guerreiros com guerreiros Fazem zigue – zigue zá (repete-se a música até restarem só dois).

Música: Escravos de Jó.

Confira outras ideias e Poemas sobre Folclore prontos para imprimir

Alfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e Brincadeiras Folclóricas da Turma da Mônica

Material elaborado pela “Ivana Kaiper” do blog Alfabetizando com Monica e Turma:

Alfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e BrincadeirasAlfabeto Ilustrado sobre Brinquedos e Brincadeiras

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *