Disciplinas, Figuras de Linguagem, Português

Eufemismo


O eufemismo é uma figura de linguagem classificada como figura de pensamento. As figuras de linguagem, como já vimos, são estilos que, além de enfeitar, dão outra intensidade às frases e expressões.

As figuras de pensamento são as que apelam ao estímulo da imaginação do receptor da mensagem. Está ligado à ideia de dizer algo com uma outra expressão.

Falamos aqui no blog sobre uma dessas figuras que era a hipérbole, na qual o interlocutor utiliza do exagero para se expressar.

No eufemismo é justamente o contrário. Trata-se de amenizar expressões para transmitir uma ideia. Geralmente, isso ocorre quando há algo ruim. O próprio significado da palavra eufemismo é algo semelhante a “boa palavra”.

Eufemismo

Recomendamos também: Os Gêneros Textuais.

Exemplos de eufemismo

Vamos a alguns exemplos:

  • “Fulano passou dessa para melhor”;
  • “Cicrano ainda não é vivido suficiente para entender algumas coisas e agir de forma adequada”;
  • “Beltrana tem um gosto diferente para roupas”.

Vamos ao significado desses três exemplos? Em primeiro lugar, fulano passar dessa para melhor é dizer que alguém morreu, mas, ao mesmo tempo, dar um tom de alívio para quem recebe a notícia.

Cicrano não ser vivido suficiente para entender e agir de forma adequada significa dizer que a pessoa é imatura e infantil.

Já Beltrana ter um gosto diferente para roupas é uma maneira educada de dizer que ela se veste mal.

Muitas dessas expressões servem para dar um tom de alívio e amenizar o impacto da informação ao receptor. Em outras ocasiões, são utilizadas como ato de educação.

Por exemplo, alguns palavrões são substituídos por interjeições. Outras palavras substituem algo nojento, dependendo do ambiente e da situação. Expressões grosseiras são trocadas por termos bem mais educados.

Porém, algumas pessoas, na tentativa de serem eufêmicas, acabam sendo grosseiras. Exemplo disso é trocar o termo “faleceu” por expressões chulas como “levar o farelo”, “comer capim pela raiz”, etc. É preciso cuidado com a ocasião e o uso adequado de expressões.

Por exemplo, pessoas que buscam ser mais educadas, ao invés de dizer que alguém é mentiroso, diz que ele “faltou com a verdade”.

Em ambientes onde as pessoas estejam fazendo a refeição, é muito mais adequado dizer que uma pessoa teve um problema alimentar. Porém, sem o cuidado necessário, podem acabar dizendo que essa pessoa teve uma diarreia. Nem precisa dizer o quanto vai incomodar quem estiver presente.

Em outro caso, quando há uma conversa sobre relacionamentos amorosos, por exemplo, para diminuir o impacto sobre a imagem de uma pessoa, é comum dizer que o fulano é um homem “que ainda não acertou com uma mulher”. Essa é uma maneira mais suave de dizer que ele é um safado.

Os jornais, por exemplo, para não causar pânico na população e provocar um caos nas ruas, podem dizer que o número de pessoas infectadas por uma determinada doença está crescendo dia após dia e pedir para as pessoas tomarem vacina. É uma maneira eufêmica também de dizer que há uma epidemia.

Se quiser saber mais sobre as outras figuras de linguagem, acesse este link e aprofunde-se no tema.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *