<

Projeto Volta às Aulas 2020


Mais um ano letivo escolar chegando e pensando em maneiras de facilitar para vocês, selecionamos algumas dicas e modelos prontos para o seu Projeto Volta às Aulas 2020.

Sugestões prontas para trabalhar com alunos das series iniciais (Educação Infantil e Ensino Fundamental).

Projeto Volta às Aulas 2020

O inicio do ano levito (Voltas às Aulas) é um momento que mistura várias sensações. (Tristeza, Felicidade, Nervosismo, Ansiedade, Medro, Novidade, Choro, entra outros).

Por ser tão delicado este momento de adaptação, que requer muita atenção e acolhimento, é muito importante planejar cada detalhe dos primeiros dias de aula.

Objetivos desta aula:

  • Facilitar o entrosamento, despertar a cordialidade e espontaneidade.
  • Propor atividades que colaborem para a aproximação entre os colegas, ou entre eles e
  • crianças novas;
  • Colaborar para que as crianças sintam prazer em estar na escola;
  • Fortalecer o vínculo afetivo e um diálogo aberto;
  • Elaborar os combinados, de acordo com a necessidade do grupo;
  • Proporcionar atividades que contribuam para a livre expressão: falada, gesticulada,
  • cantada ou através de desenhos.
  • Verificar as fases de escrita dos alunos.

Disciplinas:

Português

Kit de Alfabetização Só Escola
  • Conversas, relatos de vivências, narração;
  • Nomes dos colegas, da professora e dos funcionários.
  • Crachá e cartaz com lista de nomes;
  • Alfabeto;
  • Histórias infantis;
  • Sondagem da escrita.

Matemática

  • Contagem oral;
  • Jogos;
  • Leitura de calendário.
  • Situações-problemas.

História e Geografia

  • Regras de convivência.
  • Observação dos diferentes ambientes do espaço escolar.
  • A história de vida do aluno.

Ciências:

  • Higiene e saúde

Artes:

  • Pintura;
  • Lembrancinhas;
  • Murais e Painéis;
  • Cartões com mensagens;
  • Recorte e colagem;
  • Dramatizações;
  • Músicas diversas.

Educação Física:

  • Roda cantada;
  • Brincadeiras e jogos.

Desenvolvimento do Projeto Volta às Aulas 2020

  • Acolhida: Receber as crianças com carinho e alegria;
  • Apresentações e dinâmicas de grupo;
  • Atividades para conhecer os alunos: Quem sou eu?
  • Passeio pela escola para conhecer as dependências e os funcionários;
  • Atividades sobre valores e regras na escola;
  • Brincadeiras e jogos;
  • Trabalhos com músicas (fazer interpretações de forma oral, gestos, escrita e desenhos);
  • Atividades orais (roda da conversa) onde os alunos poderão expressar suas expectativas quanto a escola, suas emoções, seus sentimentos;
  • Atividades com nomes (crachás) e alfabeto;
  • Sondagem da escrita;
  • Situações-problemas (quantos alunos faltaram, quantos meninos são etc)

Culminância do projeto:

Realizar uma gincana de brincadeiras objetivando que o importante é que todos se divirtam (corrida do saco, pula corda, cobra-cega, corrida da batata, show de calouros, dança das cadeiras).

Avaliação

  • Observação e registro do professor quanto ao envolvimento, interesse e participação dos alunos.

_______________________________

Sugestões de Atividades e Dinâmicas Volta às Aulas

Textos de volta às aulas
Textos de volta às aulas

Dinâmica de volta às aulas – Garrafa dos elogios

Dinâmica de volta às aulas - Brincadeiras para primeiro dia de aula

Material: Uma garrafa vazia (pode ser de refrigerante). O grupo deve sentar formando um círculo. O educador coloca a garrafa deitada no chão no centro da sala e a faz girar rapidamente, quando ela parar estará apontando o gargalo para alguém. O educador dirá uma palavra de boas vindas, estímulo ou elogio à essa pessoa. A pessoa indicada pela garrafa terá então a tarefa de girá-la e falar para quem ela apontar e assim sucessivamente.

Dinâmica de volta às aulas – Turismo na escola

Se a sua turma for de 1º ao 5º ano, divida os alunos em grupos.

Dinâmica de volta às aulas - Brincadeiras para primeiro dia de aula

Esse é um bom momento para integrar os novatos. Deixe-os junto aos veteranos, que devem se comportar como verdadeiros guias e anfitriões. Em cada folha de papel, descreva um local da escola, coloque os textos em uma caixa e organize um sorteio. Cada grupo retira um papel e tenta adivinhar qual é o local descrito. Em seguida, desafie os grupos a encontrar os locais sorteados. Chegando ao destino, os alunos desenham o ambiente com o máximo de detalhes, escrevem o nome dos funcionários que trabalham lá e a sua função. De volta à classe, os grupos trocam observações e registros e expõem suas produções. Num segundo momento, peça a eles que produzam um mapa da escola (com a sua ajuda, é claro) numa folha de cartolina. Em cada local específico do mapa, os desenhos são fixados. Estimule os grupos, nos dias seguintes, a visitar as dependências que ainda não foram percorridas. Em turmas de 6º ao 9º ano, a garotada pode
fotografar esses lugares e fazer entrevistas mais longas com os funcionários. Nesse caso, você não precisa fazer o mapa e pode pedir textos detalhados sobre os diversos “pontos turísticos” da escola

Rolo de Barbante

Dinâmica de volta às aulas para ensino fundamental


Em círculo os participantes devem se assentar. O Coordenador deve adquirir anteriormente um rolo grande de barbante. E o primeiro participante deve, segurando a ponta do barbante, jogar o rolo para alguém (o coordenador estipula antes ex: que gosta mais, que gostaria de conhecer mais, que admira, que gostaria de lhe dizer algo, que tem determinada qualidade, etc.) que ele queira e justificar o porquê! A pessoa agarra o rolo, segura o barbante e joga para a próxima. Ao final torna-se uma “teia” grande.

Essa dinâmica pode ser feita com diversos objetivos e pode ser utilizada também em festas e eventos como o Natal e festas de fim de ano. Ex: cada pessoa que enviar o barbante falar um agradecimento e desejar feliz festas. Pode ser utilizado também o mesmo formato da Dinâmica do Presente.

_____

Sugestões de Lembrancinhas Voltas às Aulas

Confira algumas Sugestões de Lembrancinhas Voltas às Aulas para trabalhar com seu projeto volta às aulas 2020.

Para a confecção da sua lembrancinha podemos usar diversos materiais, confira uma pequena lista com itens que você poderá utilizar:

  • Cola;
  • Tesoura (Se você for trabalhar com crianças, lembre-se de usar tesouras sem pontas);
  • Cartolina, TNT e/ou EVA;
  • Materiais recicláveis (Tampinhas, garrafas pet, etc);
  • Moldes diversos (Vão te auxiliar na hora de fazer um desenho especifico;
  • Folhas Sulfites;
  • Cartões;
  • Barbantes;
  • Lápis, canetas e caneta/pincel atômico;
  • Etc.

Confira algumas ideias:

Mural e Painel Volta às aulas – Projeto Volta às Aulas 2020

Confira diversas ideias e sugestões para o seu mural e Painel Volta às aulas:

________

Projeto para Educação Infantil Volta às Aulas 2020 – adaptação e acolhimento

No início do ano letivo a criança trava conhecimento com um novo espaço que é físico e também subjetivo, já que envolve sentimentos e relações. Neste momento é primordial favorecer um ambiente rico em estímulos, onde a criança possa conhecer e viver novas experiências, expressando seus pensamentos e emoções livremente. Para tal, é preciso atentar que o período de adaptação é delicado e exige a participação de todos os componentes da comunidade escolar: pais, professores e demais funcionários da instituição na qual a criança está inserida.

O grande desafio é acolher a criança em seus primeiros momentos na escola ou a cada nova etapa escolar, fazendo com que se sinta cuidada, confortável e, acima de tudo, segura. É importante estabelecer uma relação de confiança também com as famílias, deixando claro que o objetivo é a parceria de cuidados e educação. Possibilitar que os pais fiquem com as crianças nos primeiros dias, que as crianças levem um objeto de casa com o qual se sintam seguras são algumas propostas interessantes para esse acolhimento.

As primeiras relações sociais da criança acontecem na Educação Infantil, assim sendo, é necessário proporcionar além de um clima de afetividade e confiança mútua entre alunos, pais e os colaboradores da escola, o desenvolvimento psicomotor da criança, através de um ambiente lúdico e prazeroso. A estimulação em atividades grupais gera clima de alegria que incita a curiosidade e finalmente a aproximação natural da criança com o grupo.

A escola deve planejar atividades adequadas para o período de adaptação não se distanciando do que o aluno vivenciará no dia a dia, para que não sejam criadas falsas expectativas.

Respeito às diferenças

As crianças são diferentes, cada ser humano é único e as reações de cada um são imprevisíveis. Além disso, chegam à escola já com conhecimentos adquiridos, vivências e experiências que não podem ser menosprezadas. Assim sendo, é preciso variar as possibilidades, planejar atividades diversas, sempre respeitando as diferenças e o ritmo de cada um. Ao perceber que o adulto considera os seus sentimentos e de seus colegas, que ela é valorizada em seus medos e inseguranças, a criança vai aprendendo a estabelecer uma relação mais humanizadora com as outras.

Definindo as regras

Na Educação Infantil as crianças passam a compreender noções básicas de convivência. O ambiente escolar precisa transmitir segurança às crianças em todos os aspectos, esta segurança se traduz também em regras claras e um diálogo bem estabelecido entre educador e educandos.  Pequenos acordos em torno das normas de convivência sociais facilitam as relações. Portanto, é imprescindível definir as regras junto com o grupo, questionando-os sobre o porquê de cada uma, levando-os a compreensão e reflexão.

Organizando o ambiente

O  espaço deve ser fruto da relação estabelecida com as crianças. Sua decoração, os cartazes expostos devem refletir as indagações, descobertas e percursos daqueles que o utilizam. O espaço ainda precisa ser organizado de modo a contemplar as diferentes dimensões humanas: o lúdico, artístico, afetivo, cognitivo. A maneira como o ambiente é organizado revela sempre  a relação pedagógica estabelecida entre educador e educandos.

Sugestões de Atividades

Nossos combinados

Objetivos:

  • Conviver melhor com os colegas e professoras;
  • Refletir sobre suas atitudes e modificá-las quando necessário;
  • Lembrar todos os combinados e regras necessários para o bom andamento da sala.

Após roda de conversas que definirá as regras a proposta é montar um mural com as mesmas e ilustrá-lo o com desenhos e produções dos próprios alunos.

Os materiais que vamos usar

Esconda na sala sacos ou embrulhos contendo materiais diversos que farão parte do cotidiano das crianças. Pode ser, por exemplo, livros, revistas, jogos, pinceis, massas de modelar ou um pouco de argila. Proponha ao grupo que, em duplas, procurem pelos objetos. Isso já estimula a cooperação. Oriente a busca dizendo “quente”, se o que procuram está perto, “morno”, se está a uma distância média, ou “frio”, quando estiver longe. Depois que todos os pacotes forem encontrados, pergunte que atividades podem ser feitas com os materiais e aproveite para explicar melhor a função de cada um. Mostre como e onde eles ficarão guardados, chamando a atenção para a importância de manter o ambiente de trabalho sempre bem organizado.

Para finalizar a atividade permita que cada criança escolha seu objeto preferido para brincar ou criar algo. Depois das brincadeiras e criações oriente para que arrumem o ambiente conforme o combinado, colocando cada coisa em seu devido lugar.

A organização do espaço tem influência sobre os usuários determinando o modo como professores e crianças sentem, pensam e se comportam.

Cadê? Achou!

Tempo: Enquanto durar o interesse da turma.

Espaço: Sala de aula.

Idade: A partir de 1 ano e meio.

Material: Móbiles com faixas de tules de diversas cores (o comprimento das faixas deve ser o mesmo da altura do pé direito da sala).

Principal Objetivo: Ajudar a criança a elaborar a ausência temporária da família.

Desenvolvimento: Pendure firmemente os móbiles no teto da sala de modo que as faixas cheguem ao chão. As crianças vão brincar de esconder atrás delas e entre elas, segurá-las para cobrir parte do corpo e esconder os colegas. Com isso, vão descobrindo que a ausência do outro é temporária e que eles sempre reaparecem.

Como nós somos?

Tempo: Variável de acordo com número de alunos

Espaço: Sala de aula.

Idade: A partir de 2 anos

Principal Objetivo: Proporcionar observação dos colegas de classe, ajudando a integração do grupo, enfatizando o respeito às diferenças.

Desenvolvimento:
Diga à classe que todos vão ganhar um “retrato”. Pregue na parede uma folha de papel Kraft da altura da criança. Posicione o aluno de modo que fique encostado na folha e, com um lápis, desenhe o contorno do corpo dele. Estimule a turma a dizer como é o cabelo, o rosto, se usa óculos etc. Durante a atividade, repita muitas vezes o nome do aluno, para que os colegas memorizem. Faça o “retrato” de todos. Por fim, peça a um colega que desenhe o seu contorno, repetindo o processo de observação, para que as crianças também se familiarizem com você. Pendure os desenhos na parede e elogie o grupo. Nos dias seguintes, logo na entrada, pergunte à classe quem é cada um dos colegas desenhados e se ele está presente. Se estiver, ganha uma salva de palmas. Deixe os papéis expostos por algum tempo. É importante para os pequeninos que suas produções permaneçam ali até eles se sentirem pertencentes ao grupo e ao ambiente.

Escondeu, achou!

Tempo: Aproximadamente 40 minutos.

Espaço: Sala de aula.

Idade: A partir de 1 ano.

Material: Panos coloridos, espelho.

Objetivo: Trabalhar a memória, a antecipação, a percepção visual e a auditiva, princípios de distinção entre o “eu” e o “não eu”.

Desenvolvimento:

Para realizar esta atividade, coloque as crianças em um espaço aconchegante (sobre colchonetes, por exemplo). Conduza a brincadeira de mostrar o rosto e encobri-lo com um pano. Depois de explorar bastante o esconde-esconde, entregue para os bebês os outros panos coloridos para que eles imitem a sua ação, estimulando-os com palavras. Uma variação desta atividade é colocar as crianças em frente ao espelho para que brinquem com a própria imagem. Esta proposta é importante nos primeiros anos de vida por estar relacionada à percepção do “eu”. Em frente ao espelho, a criança começa a reconhecer sua imagem e sua características físicas.

Com espelho é possível desenvolver várias outras atividades, como:

Trabalhando a diversidade – Peça para as crianças ficarem em frente ao espelho e se observarem. Pergunte; “o seu cabelo é da mesma cor que o do fulano?”, “Onde está a sua sobrancelha?”, “Quem é mais alto?” etc.

Expressões faciais – De frente para o espelho, peça aos alunos para fazerem uma cara feliz, triste, de dor, brava etc. Mostre cartazes com diversas fisionomias para que as crianças imitem.

Faz de conta – Disponibilize fantasias, acessórios (chapéus, bijuterias, óculos etc.) e maquiagem e deixe as crianças explorarem a autoimagem livremente, inclusive utilizando o espelho como recurso.