Ano novo


O ano novo é celebrado na passagem do dia 31 de dezembro para o 1º de janeiro. Este dia é celebrado anualmente e mundialmente e também é chamado de Réveillon, termo em francês que significa “despertar”.

Origem do Ano Novo

Jano era o deus representado por uma figura com uma face voltada pra trás (passado) e outra pra frente (futuro). A sua face média era desconhecida, digo, a verdadeira, pois que era tida como o nexo, o momento exato da passagem do que foi para o que virá. É exatamente esse nexo que considero como verdadeiro Reino de Jano. É justamente em sua homenagem que o mês de janeiro (Mens Januarius) recebeu esse nome, o “mês de Jano”. Por ele, temos a noção prosaica de passagem de um ciclo anual de atividades a um novo.

Busto de Jano no Vaticano

O nome do mês Janeiro deriva de Jano, um antigo deus romano que tinha duas caras.

Era o deus dos portais e dos princípios, das vindas e das idas, simbolizando o conhecimento do passado e do futuro. Era o protetor de todo o assunto concreto e abstrato: das portas (Janue) das casas, do começo do dia, do mês, do ano, daí que o primeiro mês se chame Janeiro (januarius). Os Romanos faziam sacrifícios a Jano no princípio de um novo ano, esperando que este sacrifício lhes trouxesse os favores do deus nos meses que se avizinhavam.

Janeiro, cujo nome se origina de deus Jano, foi acrescentado ao calendário por Numa Pompílio (715-672 a.C.), sucessor de Rômulo, personagem histórico-mítico que, segundo Plutarco, teria fundado Roma em 21 de março de 753 a.C.

Ano-Novo é um evento que acontece quando uma cultura celebra o fim de um ano e o começo do próximo. Todas as culturas que têm calendários anuais celebram o “Ano-Novo”. A celebração do evento é também chamada réveillon, termo oriundo do verbo réveiller, que em portugues significa “despertar”.

A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o1 de janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C. Os romanos dedicavam esse dia a jano, o deus dos portões. O mês de Janeiro, deriva do nome de Jano, que tinha duas faces – uma voltada para frente e a outra para trás.

Eis os motivos porque os meses têm diferentes números de dias: Quando os Romanos, no tempo de Júlio César, inventaram o calendário juliano, decidiram que teriam 31 dias os meses com especial significado religioso e 30 os de menor importância. Desta forma Janeiro, assim chamado em honra ao deus Jano, Março, de Marte, e Julho, em honra do próprio César, encontram-se entre os meses com 31 dias. Augusto, sucessor de César, denominou-se Agosto a partir de seu nome e, naturalmente, atribuiu-lhe 31 dias. Os meses julianos de Setembro ( 7º mês ) e Outubro ( 8ºmês ) tornaramse, respectivamente 9º e 10º meses quando, em 1582, o papa Gregório alterou o Ano Novo da data juliana de 25 de Março para 1º de Janeiro.

Tradições do Ano novo

Todo final de ano, com a chegada do ano novo “Réveillon” a proposta é sempre a mesma: RECOMEÇAR o ano com boas energias e promessas de mudanças. E por conta disso muitas pessoas de todo o Brasil recorrem a várias mandingas e seguem várias tradições que “PROMETEM” sorte, amor e até dinheiro.

Cada cidade costuma concentrar a sua população num tradicional ponto turístico ou local de bastante significância para celebrar esta data, ondem costumam cumprir suas promessas e realizar as tradições.

Segue lista com as tradições mais comuns de ano novo do Brasil:

  • Roupa Branca: significa paz e purificação espiritual
  • Lentilha: simboliza fartura;
  • Presentear Iemanjá: Flores, sabonetes, velas ou qualquer outra oferenda a Iemanjá;
  • Romã: Coma sete sementes de romã e guarde-as com você na carteira até o próximo ano;
  • Pular 7 ondas: Segundo os gregos, o mar tem um poder espiritual e pode renovar nossas energias, mas foram os africanos que trouxeram à tona a tradição de pular as ondas;
  • Vinho Espumante: Traz sorte e prosperidade para o novo ano;
  • Frutas cristalizadas: Significam sorte e fartura para o próximo ano.

No Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo são dois locais muito procurados para as comemorações e realizações destas famosas tradições.


Mensagens de Ano novo

Um ano para quebrar barreiras, lutar pelo que se acredita, concretizar. Feliz Ano Novo!

Muda-se de ano, muda-se de sonhos, muda-se de objetivos, muda-se de aparência, mas jamais se mudam os amigos! Feliz Ano Novo!

Que neste novo ano os nossos sonhos sejam tão grandes quanto a vontade de realizá-los.

Um Ano Novo está chegando e com ele muitas expectativas.

Que o nosso ano novo comece sendo abençoado por Deus e que nossos passos e decisões sejam guiados e protegidos por Ele. Feliz ano novo!

Mensagem de Ano Novo em Vídeo


Músicas para Ano novo

  • Ano Novo de Paz – Leonardo André
  • Tocando os sinos – Ana Carolina
  • Feliz Ano Novo! – Leila Pinheiro
  • Então é Natal – Simone
  • Rancho de Ano Novo – Edu Lobo

Letra da Música de Ano Novo

Por Chico Alves.

Adeus, ano velho!

Feliz Ano-Novo!

Que tudo se realize

No ano que vai nascer

Muito dinheiro no bolso

Saúde para dar e vender.

Para os solteiros

Sorte no amor

Nenhuma esperança perdida.

Para os casados

Nenhuma briga

Paz e sucesso na vida..


Confraternização Universal

No dia do ano novo também celebramos o Dia da Confraternização Universal, data que foi reconhecida pela ONU, além do Dia Mundial da Paz, data que o Papa Paulo VI instituiu uma data para celebrar a paz entre todos os povos.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.