<

Socialismo

O socialismo moderno surgiu no final do século XVIII, tendo origem na classe intelectual e nos movimentos políticos da classe trabalhadora e tem como objetivo principal a igualdade de oportunidades e meios para todos os indivíduos.


Igualdade, esta palavra resumo este sistema político econômico chamado Socialismo.

Este sistema propõe distribuição igualitária de renda, extinção da propriedade privada, socialização dos meios de produção, economia planificada e, além disso, a tomada do poder por parte do proletariado.

O objetivo do socialismo é uma sociedade onde bens e propriedades passam a ser de todos.

Resumo sobre o socialismo

O que é socialismo? É um sistema político e econômico que teve seu inicio entre o fim do século XVIII até a primeira parte do século XIX e que tem como objetivo principal a igualdade. O sistema socialista é associado por muitos ao modelo marxista.

Marxismo é um método de análise socioeconômica sobre as relações de classe e conflito social, que utiliza uma interpretação materialista do desenvolvimento histórico e uma visão dialética de transformação social.

Quais a principais características do Socialismo?

  • Distribuição igualitária de renda e bens;
  • O comando (poder) centralizado no Estado;
  • Inexistência da competição e lucro; Inexistência de divisão de classes.

Como funciona o socialismo? O poder centralizado na mão do Estado, porem a população trabalharia normalmente em empresas estatais que são fiscalizadas pelo próprio estado.

Assim, seria possível igualar os salários (vizinhos, amigos, familiares, e outros passam a ter salários iguais), para que não exista diferenças sociais entre a comunidade, tornando assim os serviços de educação, saúde e transporte públicos.

Como surgiu o socialismo? O socialismo surgiu no final do século XVIII e início do XIX, com o inicio da Revolução Industrial.

A Revolução Industrial marcou um período de desenvolvimento na segunda metade do século XVIII que transformou sociedades agrárias rurais na Europa e na América em cidades urbanizadas e industrializadas.

Bens que outrora haviam sido meticulosamente trabalhados à mão começaram a ser produzidos em grandes quantidades por máquinas em fábricas, graças à introdução de novas máquinas e técnicas em têxteis, fabricação de ferro e outras indústrias.

Quais são os países considerados socialistas? Cuba, China, Coreia do Norte, Vietnã e Laos.

Quais são os principais autores do socialismo? Dentre diversos podemos destacar estes 4 principais pensadores:

  • Claude Henri de Rouvroy
  • Charles Fourier
  • Robert Owen
  • Karl Marx

Claude Henri de Rouvroy: foi um filósofo e economista francês, um dos fundadores do socialismo moderno e teórico do socialismo utópico. Possui algumas obras de inspiração religiosa. Nesse final de sua vida obteve uma vida tranquila economicamente, graças às pessoas que participavam no seu grupo.

Charles Fourier: François Marie Charles Fourier foi um socialista francês da primeira parte do século XIX, um dos pais do cooperativismo. Foi também um crítico ferino do economicismo e do capitalismo de sua época, e adversário da industrialização, da civilização urbana, do liberalismo e da família baseada no matrimônio e na monogamia.

Robert Owen: foi um reformista social galês, considerado um dos fundadores do socialismo e do cooperativismo. Foi um dos mais importantes socialistas utópicos.

Karl Marx: foi um filósofo, sociólogo, historiador, economista, jornalista e revolucionário socialista. Nascido na Prússia, mais tarde se tornou apátrida e passou grande parte de sua vida em Londres, no Reino Unido.

Qual a diferença entre socialismo, capitalismo e comunismo?Capitalismo, comunismo e socialismo são doutrinas politicas que um governo pode usar para administrar o país em diversas áreas, no mundo atual prevalece o sistema capitalista.

Capitalismo, socialismo e comunismo são diferentes sistemas político-econômicos. Durante a guerra fria, Capitalismo e Socialismo dividiram o mundo, cada um representado por uma grande potência, os EUA, do lado capitalista, e a União Soviética, no lado socialista. Isto acentuou ainda mais as diferenças entre os dois países.

O socialismo visa uma sociedade totalmente igualitária, sem distinção nas classes sociais e total controle de renda e comércio pelo Estado, onde existe uma socialização dos meios de produção. Já o capitalismo é o oposto, onde o acúmulo de bens e a abertura para a globalização são alguns dos elementos principais. Neste sistema, vemos que existe um cenário propenso para o grande crescimento econômico e investimentos estrangeiros, porém, problemas como a desigualdade social, isto é, a concentração do lucro nas mãos de poucos, são bem comuns.

O comunismo é uma fase avançada do socialismo. Diferente do anterior, não necessita da existência de um Estado para controlar e impedir a entrada do capitalismo.

Atualmente, o grupo dos países socialistas são vistos como mais fechados. Obviamente, por adotarem outro sistema (como Cuba, por exemplo), tais nações tendem a se interligarem mais entre si. O bloco dos países capitalistas hoje são intensa maioria. São comuns a existência de blocos econômicos que ajudam as nações incluídas a um maior crescimento.

O socialismo no século 21

___

Socialismo

O socialismo é um sistema econômico em que todos na sociedade possuem igualmente os fatores de produção. A propriedade é adquirida através de um governo democraticamente eleito. Também poderia ser uma cooperativa ou uma empresa pública, onde todos possuem ações. Os quatro fatores de produção são trabalho, empreendedorismo, bens de capital e recursos naturais.

Esses fatores são valorizados apenas por sua utilidade para as pessoas.

Os socialistas levam em consideração tanto as necessidades individuais quanto as necessidades sociais maiores. Eles alocam recursos usando planejamento central, como em uma economia de comando.

Exemplos das maiores necessidades sociais incluem transporte, defesa, educação, saúde e preservação dos recursos naturais. Alguns também definem o bem comum como cuidar daqueles que não podem contribuir diretamente para a produção. Exemplos incluem os idosos, crianças e seus cuidadores.

Um mantra do socialismo é: “De cada um de acordo com sua capacidade, para cada um de acordo com sua contribuição”. Todos na sociedade recebem uma parte da produção com base em quanto cada um contribuiu. Este sistema os motiva a trabalhar longas horas se quiserem receber mais. Os trabalhadores recebem sua parcela de produção depois que uma porcentagem foi deduzida para o bem comum.

Os socialistas assumem que a natureza básica das pessoas é cooperativa. Eles acreditam que essa natureza básica ainda não surgiu completamente porque o capitalismo ou o feudalismo forçaram as pessoas a serem competitivas.

Os socialistas argumentam que o sistema econômico deve apoiar essa natureza humana básica antes que essas qualidades possam emergir.

O que é Socialismo?

Vantagens

Sob o socialismo, os trabalhadores não são mais explorados porque possuem os meios de produção. Os lucros são distribuídos equitativamente entre todos os trabalhadores, de acordo com sua contribuição individual.

Mas o sistema cooperativo também prevê aqueles que não podem trabalhar. Ele atende às suas necessidades básicas para o bem de toda a sociedade.

O sistema elimina a pobreza. Proporciona igualdade de acesso aos cuidados de saúde e educação. Ninguém é discriminado.

Todo mundo trabalha com o que é melhor e o que se gosta. Se a sociedade precisa de empregos que ninguém quer, ela oferece uma compensação maior para que valha a pena.

Os recursos naturais são preservados para o bem do todo.

Desvantagens

A maior desvantagem do socialismo é que ele depende da natureza cooperativa dos humanos para trabalhar. Ele ignora aqueles dentro da sociedade que são competitivos, não cooperativos. As pessoas competitivas tendem a buscar maneiras de derrubar e interromper a sociedade para seu próprio benefício. O capitalismo aproveita essa “ganância é boa”. O socialismo finge que não existe.

Como resultado, o socialismo não recompensa as pessoas por serem empreendedoras. Ele luta para ser tão inovador quanto uma sociedade capitalista.

Uma terceira desvantagem é que o governo tem muito poder. Isso funciona desde que represente os desejos do povo. Mas os líderes do governo podem abusar dessa posição e reivindicar poder para si próprios.

Os socialistas acreditam que seu sistema é o próximo passo óbvio para qualquer sociedade capitalista. Eles vêem a desigualdade de renda como um sinal do capitalismo em estágio final. Eles argumentam que as falhas do capitalismo significam que ele evoluiu além de sua utilidade para a sociedade. Mas as falhas do capitalismo são endêmicas para o sistema, independentemente da fase em que se encontra.

Os fundadores dos Estados Unidos incluíram a promoção do bem-estar geral na Constituição para equilibrar as falhas do capitalismo. Ele instruiu o governo a proteger os direitos de todos para perseguir sua ideia de felicidade, conforme delineado no Sonho Americano. É o papel do governo criar condições equitativas para permitir que isso aconteça. Isso pode acontecer sem jogar fora o capitalismo em favor de outro sistema.

Exemplos de países socialistas

Não há países que sejam 100% socialistas, segundo o Partido Socialista do Reino Unido.

A maioria tem economias mistas que incorporam o socialismo ao capitalismo, ao comunismo ou a ambos.

Os seguintes países têm fortes sistemas socialistas:

Noruega, Suécia e Dinamarca: o estado oferece assistência médica, educação e aposentadorias. Mas esses países também têm capitalistas de sucesso. Os 10% das pessoas de cada nação detêm mais de 65% da riqueza. Isso porque a maioria das pessoas não sente a necessidade de acumular riqueza, já que o governo oferece uma ótima qualidade de vida.

Cuba, China, Vietnã, Rússia e Coréia do Norte: Esses países incorporam características do socialismo e do comunismo.

Argélia, Angola, Bangladesh, Guiana, Índia, Moçambique, Portugal, Sri Lanka e Tanzânia: Todos esses países declaram expressamente que são socialistas em suas constituições. Seus governos administram suas economias. Todos têm governos democraticamente eleitos.

Bielorrússia, Laos, Síria, Turcomenistão, Venezuela e Zâmbia: Todos esses países têm aspectos muito fortes de governança, que vão desde assistência médica, mídia ou programas sociais administrados pelo governo.

Muitos outros países, como Irlanda, França, Grã-Bretanha, Holanda, Nova Zelândia e Bélgica, têm fortes partidos socialistas. Seus governos fornecem um alto nível de apoio social. Mas a maioria das empresas é de propriedade privada. Isso os torna essencialmente capitalistas.

Muitas economias tradicionais usam o socialismo, embora muitas ainda usem a propriedade privada.

Socialismo Democrático:

Os meios de produção são administrados pelos trabalhadores e existe um governo democraticamente eleito. O planejamento central distribui bens comuns, como transporte de massa, habitação e energia, enquanto o livre mercado pode distribuir bens de consumo.

Socialismo Revolucionário:

O socialismo só surgirá depois que o capitalismo for destruído. “Não há caminho pacífico para o socialismo”. Os fatores de produção são de propriedade dos trabalhadores e gerenciados por eles através do planejamento central.

Socialismo Libertário:

O Libertarismo assume que a natureza básica das pessoas é racional, autônoma e autodeterminada. Uma vez que as restrições do capitalismo tenham sido removidas, as pessoas naturalmente buscarão uma sociedade socialista que cuide de tudo, livre de hierarquias econômicas, políticas ou sociais. Eles vêem que é o melhor para seu próprio interesse.

Socialismo de mercado:

A produção é de propriedade dos trabalhadores. Eles decidem como distribuir entre si. Eles venderiam o excesso de produção no mercado livre. Alternativamente, poderia ser entregue à sociedade, que distribuiria de acordo com o mercado livre.

Socialismo Verde:

Este tipo de economia socialista valoriza muito a manutenção dos recursos naturais. A propriedade pública de grandes corporações consegue isso. Também enfatiza o transporte público e alimentos de origem local. A produção se concentra em garantir que todos tenham o suficiente do básico, em vez de produtos de consumo que realmente não precisamos. Este tipo de economia garante um salário habitável para todos.

Socialismo Cristão:

Os ensinamentos cristãos da fraternidade são os mesmos valores expressos pelo socialismo.

Socialismo utópico:

Isso era mais uma visão de igualdade do que um plano concreto. Surgiu no início do século XIX, antes da industrialização. Isso seria alcançado pacificamente através de uma série de sociedades experimentais.

Socialismo fabiano:

Esse tipo de socialismo foi exaltado por uma organização britânica no final do século XX. Defendia uma mudança gradual para o socialismo por meio de leis, eleições e outros meios pacíficos.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.