Educação Infantil, Plano de Aula, Volta às Aulas

Plano de aula primeira semana de aula


Selecionamos nesta postagem sugestões e dicas de Plano de aula primeira semana de aula, para trabalhar com alunos das series iniciais (Educação Infantil) para volta às aulas.

Como começar o ano letivo? Como fazer Dinâmicas de Grupo para Primeiro dia de Aula. O 1º dia de aula é dia de entrosar, de conhecer a turma, de promover dinâmicas de apresentação para que todos possam se conhecer e assim dar inicio ao relacionamento entre os alunos.

Veja ainda: Atividades Volta às Aulas

Sabemos que a academia nos forma, porém a profissionalização mesmo só adquirimos com a prática, quem nunca se perguntou. “o que farei com os alunos no primeiro dia de aula?” É um questionamento comum e quem entra na profissão de professor vai acabar passando por isso. (Continue lendo).

Plano de aula primeira semana de aula



Veja ainda: Texto Camila e a Volta às Aulas

Plano de aula primeira semana de aula – Adaptação Infantil

O fato da criança se distanciar dos pais, da família e iniciar ou dar continuidade uma nova jornada em sua vida; da Educação Infantil.

Cada criança e família nos vêem de uma maneira diferente, com mais ou menos preocupação. É nesse período que a criança vê a relação que há entre o CEI e a família. Portanto devemos ter um cuidado especial ao iniciar esse processo. É um momento de grande influência. Por este e outros motivos, é que se torna super importante nos prepararmos para recebê-la.

Objetivos Gerais

  • Fazer com que a criança perceba que há uma boa relação entre a família e a professora.
  • Aceitação da separação.
  • Fazer com que a criança se sinta acolhida.
  • Estabelecer uma boa comunicação entre pais e professores.
  • Proporcionar segurança e afeto as crianças e os pais.
  • Fazer com que os pais se sintam tranquilos e confiantes com a professora e o CEI.

Objetivos Específicos

  • Preparar o ambiente aconchegante.
  • Orientação do espaço de entrada e na sala de aula.
  • Identificação das pessoas e da organização do ambiente.

Metodologia

  • Nos primeiros dias, organizar a situação para que os pais possam acompanhar seus filhos até a sala. Depois estabelecer gradualmente, para que se despeçam na entrada da sala.
  • Observar bem para perceber os estilos e as diferentes maneiras de agir de cada família para adaptar-se ao seu caráter.
  • Ajudar para que a criança se despeça de quem a acompanhou.
  • Acolher as crianças e as famílias sem pressa. Manifestando alegria e convidando as outras crianças para receberem o coleguinha.
  • Sentir e mostrar afeto real por todas as crianças.
  • Dar orientações prévias às famílias, explicando como se organiza este momento e como podem colaborar. Sem imposições.
  • Dar incentivos para que as crianças, gradualmente interiorizem as diferentes rotinas e ações que deverá realizar.

Ações

  • Ler historias diversas na sala e fora da sala.
  • Colocar músicas para ouvir e dançar.
  • Promover roda de conversa, para discutir: Como foi o dia de ontem. O que mais gostou no dia de ontem no CEI e em casa. Perguntar o que eles mais gostam de fazer no CEI. Comentar e deixar comentar os acontecimentos recentes. Conversar sobre as regrinhas da sala.
  • Seleção de livros.
  • Cantar músicas sem aparelho de som.
  • Brincadeiras com bola.
  • Brincadeiras com brinquedos diversos.
  • Brincadeiras de passar anel.
  • Saídas da sala para o pátio e parque.
  • Rabiscos livres para conhecer a coordenação motora de cada um.
  • Confecção de máscaras para levar pra casa.
  • Confeccionar um cartaz com os dias da semana para ajudar as crianças se situarem no tempo.

Avaliação

  • A criança chega contente no Cei ?
  • Despede-se ou não da pessoa que lhe acompanha?
  • Aceita o consolo e o acolhimento da professora?
  • As crianças explicam as coisas que lhe ocorreram ou as que viu?
  • Os familiares colaboram na integração das crianças?
  • O ambiente de acolhimento está bom?
  • Tenho algum conflito?
  • Tenho tempo para receber os pedidos, as informações e as preocupações das mães e das crianças?
  • Tenho tempo para conversar individualmente com as crianças?

Plano de aula primeira semana de aula – Chamada com Foto

Tempo: 30 minutos.

Espaço: Sala de aula.

Idade: A partir de 1 ano e meio.

Material:

  • Cartolina ou papel-cartão, foto individual das crianças, caneta hidrográfica fina e plástico de fichário.

Objetivo:

  • Conhecer o colega.

Preparação:

  • Em pedaços de cartolina ou papel-cartão, escreva o nome de cada criança em letra bastão maiúscula e cole uma foto dela.

Descrição:

Coloque todos os cartões sobre uma mesa ou no chão, com a foto e o nome virados para baixo. Uma criança por vez pega um cartão e entrega ao colega que aparece na foto. O professor diz então o nome da criança “descoberta” para estimular o reconhecimento dela pelo grupo. Outro modo de realizar a atividade é deixar os cartões espalhados sobre a mesa com a foto para cima. Peça para cada um pegar o seu cartão e colar no painel da chamada, uma espécie de sapateira com bolsos transparentes, que pode ser feito sobre uma base de papel-cartão. Varie essa atividade colocando a foto da criança com o animal de estimação, alguém da família, o brinquedo preferido etc. Como se trata de uma chamada, é possível repetir essa atividade diariamente, quando todas as crianças estiverem presentes, durante os primeiros meses do ano. Retome-a se um novo membro entrar no grupo.

Saiba mais em: Projeto volta às aulas educação infantil


Plano de aula primeira semana de aula – Acolhimento e Adaptação para Berçário

Plano de aula primeira semana de aula

NOME: Adaptação com muita diversão!

MODALIDADE ORGANIZATIVA:  Projeto

CAMPO DE EXPERIÊNCIA:  Cuidar de si – equilíbrio emocional

IDENTIFICAÇÃO DO GRUPO OU PÚBLICO ALVO:   BERÇÁRIOS  II –  A, B,  C e D com os  pais / responsáveis pelas crianças.

JUSTIFICATIVA:

Com o novo ano letivo que começa, dá-se início a readaptação das crianças que já frequentavam a escola e também a adaptação das crianças novas. São muitas as novidades: professoras, sala de convívio, colegas novos, etc. E para fazermos desse período o mais agradável possível, pensamos em um projeto que reunisse atividades interessantes, muito aconchego, ambiente acolhedor e acima de tudo dedicação, amor, carinho e paciência por parte das professoras, sendo muito importante o entendimento sobre o que é adaptação e como se dá esse período de tantos desafios.

“Marcado por encontros e desencontros, a adaptação escolar é o momento em que a criança e seus familiares passam a criar com a escola relações afetivas destinadas a favorecer a construção de um mundo social mais amplo em que estejam presentes muitas conquistas e aprendizagens”. (Luciana Wolker da Silva)

“Como adaptação e separação caminham juntas, o ingresso na escola tende a gerar ansiedade. Assim é importante que este período se organize de forma gradual, com pais orientados e seguros acerca do que esperam para os filhos que ingressam na escola, para que esse sentimento seja entendido, discutido e superado pelos envolvidos”. (Luciana Wolker da Silva).

Nesse sentido, consideramos importantíssima a parceria e a interação família/ escola para que haja a construção de laços saudáveis favoráveis a troca de vivências e ao pleno desenvolvimento da criança, sendo ela o principal sujeito da adaptação. Sabemos que a confiança e a segurança dos pais vão sendo construídas à medida em que vão conhecendo as professoras e o seu trabalho, por isso desejamos que esse período seja de muita parceria, compreensão, carinho e confiança.

TEMPO PREVISTO:  ____/_____/ 20  até  ____/_____/20  , sendo:

a) CRIANÇAS INICIANTES: Duas crianças, por semana, de cada grupo com horário reduzido (9:00 às 15:00 h) para que possam se adaptar ao espaço e pessoas, recebendo atenção individualizada e oportunidade de se adaptar de forma mais tranquila. A escolha das crianças   obedecerá a  critérios que consideramos adequados à adaptação das crianças, sendo:

  • Crianças que residem na mesma casa farão adaptação no mesmo período;
  • Crianças matriculadas posteriormente ao planejado, farão a adaptação por ordem de matricula;
  • A criança que perder o período reservado exclusivamente a ela, deverá ficar para o final, para garantir o direito de todas.

OBJETIVOS DIDÁTICOS: 

Propiciar um ambiente acolhedor e seguro para a criança, possibilitando um pleno desenvolvimento físico, emocional e social;

OBJETIVOS COMPARTILHADOS COM OS PAIS E AS CRIANÇAS: 

  • Familiarização das crianças com: as professoras, funcionários , outras crianças,  com os espaços e ambientes, com a rotina;
  • Familiarização das professoras com: as crianças , seus familiares e responsáveis;
  • Conhecer e reconhecer as dependências do CEI para a organização dos momentos/ tempos;
  • Estabelecer contato com a rotina do CEI
  • Reconhecer e identificar as professoras, funcionários e o grupo e sala de seu filho (a)
  • Reconhecer alguns pais e funcionários pelo nome e suas funções.

CONTEÚDO

  • Familiarização com o novo ambiente
  • Percepção de si e dos demais que dividem o mesmo espaço
  • Separação da família com tranquilidade por uma parte do dia
  • Garantir e situar às crianças quanto ao momento de retorno para junto aos seus (familiares ou responsáveis)

ETAPAS DO TRABALHO:

GESTORES:  Realização do Encontro de pais, professoras e funcionários  antes  do inicio de atendimento  das crianças, com apresentações dos funcionários e descrição das atribuições    que desenvolvemos no CEI (rotina), destacando as normas de  convivência  e período de adaptação.

PROFESSORAS: Continuar a reunião em sala entregando material necessário para inicio das atividades e explicando a importância da adaptação nos primeiros meses e a necessidade de participação dos pais nesse processo. E planejamento das atividades aplicáveis.

ATIVIDADES PROPOSTAS

Nesta etapa, devemos “apostar” numa relação pessoal com o bebê, fazendo gestos na comunicação corporal. Como sugestão,brincar de: cosquinhas, carícias, pegar, esconde-esconde, canções, etc. Que comecem também a manejar o material da sala de convívio, mas sem misturas: torres, construções, telas, bola, etc. Respeite o jogo livre sem dar muitas ordens, aproveitando para observar seu comportamento.

Que a refeição, descanso e trocas, não se convertam em algo rotineiro, dado que são momentos importantes para estabelecer uma comunicação individual (evitar pressas, nervosismo, etc.). Que o bebê possa manipular a comida até realizar com o novo objeto: a colher.

Aproveitar os momentos de troca, para conversar com eles, cantar, nomear as partes do corpo ao mesmo tempo que as tocas. O descanso deve ser um momento de relaxamento e tranquilidade com músicas e canções suaves. (Atividades descritas no planejamento da professora).

Outras atividades:

a) Cantinho acolhedor: Pedir aos pais que enviem na mochila da criança um objeto em que a criança tenha vivência em casa ( brinquedo, cobertinha, bichinho de pelúcia, pano….)

b) Os pais trarão uma foto da criança com alguém do convívio familiar para que a criança sinta no CEI uma pequena extensão de sua casa na instituição para elaborarmos uma cópia para fazer a confecção de um painel para anexar ao cantinho acolhedor;

c) As fotos originais serão coladas no caderno (portfólio) individual da criança;

d) Pesquisa através de um questionário que os pais responderão sobre aspectos da vida da criança para facilitar e personalizar a adaptação;

e)As crianças acordarão com músicas clássicas num momento tranquilo;

f) Dança com Músicas infantis;

g) Confecção com os pais de uma pintura mágica para colocar no álbum da criança;

h) Brincadeiras com bolas e bonecas;

i) Contação de histórias diariamente;

j) Brincadeiras com bexigas coloridas;

k) Brincadeiras com motocas no solário;

l) Caminhar todos os dias pelos espaços do CEI para reconhecimento;

m) Chuvinha de papel picado;

n) As crianças levarão um saquinho com bala de goma  no último dia da semama;

MATERIAIS:

CDs, DVDs,  brinquedos, folhas variadas, tintas, pinceis, canetinhas, giz de cera, sucatas, fotos, massa de modelar, areia, água e outros.

Também utilizaremos:

  • Sala de convívio e solário, como espaço individual
  • Área externa, sendo: Parque I, parque II, parque III (brinquedos fixos e espaço verde) e teatro de arena;
  • Espaço coletivo interno: sala de atividades piscina de bolinhas, cantinho de leitura e TV como 2ª opção em caso de impossibilidade de uso dos espaços externos ou com projeto de trabalho, teatro de fantoche,  triciclos,  bicicletas, kits educativos de SME e outros.

AVALIAÇÃO:

Será realizada de forma contínua e sistemática durante todo o desenvolvimento do projeto, através de observações e acompanhamento das atividades propostas, considerando as capacidades e individualidades de cada criança.

Nosso foco na fase de adaptação é a observação. Avaliaremos individualmente cada criança através da observação e com registros diários (registro escrito e fotográfico) e durante o período de adaptação de cada criança faremos um acompanhamento para informar aos familiares (conversas diárias e entrega da cartinha – atividade trabalhada) e conclusão em impresso ao seu término, com assinatura dos responsáveis pela criança e demais envolvidos.  Faremos um relatório geral, no término do período de adaptação do CEI com intenção de registrar os pontos positivos e negativos visando aprimorar o processo para o ano seguinte.

BIBLIOGRAFIA

Consultoria: Clélia Cortez – Formadora do Instituto Avisa Lá, em São Paulo.

Edwards, Carolyn. As cem linguagens da criança- ARTMED

Bassedas, Eulália. Aprender e ensinar na Educação Infantil –  ARTMED

Referencial Nacional para a Educação Infantil, MEC, 1998.

Orientações Curriculares: Expectativas de Aprendizagem e Orientações Didáticas para a Educação Infantil, PMSP – SME/ DOT, 2007.

Ana Lúcia Antunes Bresciane –  Psicóloga, Formadora de professores e Coordenadora Pedagógica da Escola Recreio, em SP.


Plano de aula primeira semana de aula – Rotina para primeira semana

Plano de aula primeira semana de aula

Confira o artigo completo: Rotina volta às aulas para Educação Infantil


Plano de aula primeira semana de aula

Objetivos para o plano de aula

  • Envolver a chegada da família com clima de acolhimento para deixa-lo mais tranquilos e seguros, vendo que deixará seus filhos em boas mãos.
  • De preferencia inclua as crianças na construção do espaço para melhor se adaptar.
  • Inclua os jovem estudantes no desenvolvimento das situações que foi planejada por você professor.
  • Contar histórias culturais com musicas relaxantes para os alunos.

Conteúdo programático

  • É fundamental a inclusão das famílias no processo de adaptação
  • Respeitar e valorizar cada aluno individualmente no que ele sabe fazer de melhor.
  • Comprar algumas balas inicialmente e distribuir para o aluno se sentir bem na escola.

As idades para adaptação escolar

  • 2 e 3 anos (a sequência pode ser adaptada para acolher crianças de até 5 anos)

Tempo estimado na adaptação

Dê uma a duas semanas.

Materiais para a fase da adaptação dos alunos

  • Objetos de apego como casinha, carrinhos, bonecas.
  • Peça os pais para trazer massinha ou fabrique as massinhas caseiras.
  • Duas foto de cada criança
  • Contos infantis

Plano de desenvolvimento

A adaptação escolar começa em casa, peça aos pais para conversar com seus filhos sobre a mudança, e informar por que estão indo para a escola, e que irão busca-lo no final da aula, não esqueça dizer para serem bem transparentes e explicarem tudo aos seus filhos sobre os novos coleguinhas que irão fazer, qual o papel dos professores…

Peça também para os pais preencherem uma ficha informando se a criança tem alguma alergia, o que ela gosta de fazer o que a irrita completamente, reformule da melhor maneira possível para que melhor possa lhe atender as necessidades do dia a dia com os alunos.

Leia as fichas de cada alunos e vamos ao primeiro dia de aula:

1º dia na escola

Monte a sala de aula com bonecas, carrinhos, alguns locais próprios para desenhos, giz de cera, uma área com massinha e outra com folha para desenhar. No inicio é interessante o tempo das crianças na escola não durarem o tempo integral, em vez disso ir adaptando-os aos pouco aumentando o tempo de permanência na escola.

Lembre-se que no primeiro dia é muito importante que uma pessoa da família fique o tempo todo na escola para a adaptação do aluno.

Tente formular um dialogo com as crianças individualmente por exemplo pergunte a um aluno, Lucas e Rodrigo sua mãe me disse que você gosta de desenhar aqui tem folha e giz de cera você pode desenhar quando quiser, Maria olhas quantas bonecas pode brincar com elas, mariana eu ja sei que você gosta muito de massinha vamos fazer um bolo de massinha?

Depois de se divertirem bastante, diga para as crianças que agora elas iram fazer um passeio pela escola para conhecer o ambiente e leve-os para o banheiro mostrando que quando sentirem vontade de fazer as necessidades esse é o local, dependendo do tamanho e idade sempre acompanhe! Mostre o refeitório e explique que é ali o local que será servido o almoço ou o lanche.

No final reúna as crianças e diga o que lhe espera no dia seguinte motivando-os a querer sempre ir para escola pois lá é um lugar onde se pode ter amiguinhos, poderá desenhar, brincar de boneca ou carrinho…

Peça as fotos para os pais e faça um lindo mural a altura dos alunos para que possam sempre ver sua familia pelas fotos, observe as que se adaptaram melhor e as que não se adaptaram para que possa perguntar aos pais algo que possa ajudar na adaptação.

2º dia (O dia da organização)

Organize a sala diversificando um lado para massinha, outro para desenho, jogos e assim que os alunos entrarem compartilhe o que poderá fazer naquele dia, depois vá para os diferentes locais e compartilhe fazendo elogios sobre os trabalhos dos alunos, por exemplo: Renata que lindo seu desenho.

Depois de se divertirem bastante apresentem as crianças o cantinho que foi escolhido para colocar as fotos da família, nesse momento cante musicas, cantigas e faça a interação colocando as fotos das crianças.

Por exemplo: essa menina que vou mostrar agora brinco muito de boneca, comeu biscoito e estão do lado da Camila. Quem será?

Logo em seguida faça leituras de histórias contos e fabulas onde será o cantinho das leituras.

No final com a caixa de papelão toda enfeitada mostre onde ficará o local de onde os alunos devem guardar os brinquedos.

Na hora de avaliar, observe o movimento das crianças em quais quantos ficam mais seus comportamentos e anote como foram as relações dos mais resistentes a turma.

3º dia o dia da brincadeira

O dia do desenho no mural, de papel para as crianças poderem desenhar e proponha um tema que as interessa, lembrando das observações feitas proponha o melhor tema possível e caso não venha nenhum na sua cabeça você pode dizer para eles desenharem seus brinquedos favoritos e no final cole os desenhos no mural dos desenhos, renove os desenhos pelo menos uma vez por mês.

Permita que brinquem com os brinquedos que mais lhe agradam e no final do dia faça uma leitura com contos e fabulas e ponha musica de fundo pois ajuda a tornar a história mais real.

Já os alunos que demonstram uma certa resistência tente dar mais atenção para eles pedindo para pegar um material e mostre como se brinca com aquele brinquedo que você observou que ele não para de olhar mais sente-se tímido para ir ate la brincar.

Não esqueçam de ficar de olho nas crianças que acham que tudo é uma festa pois são essas que arrumam problemas ou acabam se machucando por estar sempre em festa.

Dai por diante desejamos um bom inicio de turma e que tudo ocorra bem 🙂


Não deixe de conferir:


One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *