O que é ética?


A ética é fundamental para que tenhamos um bom convívio perante a sociedade. A ética é a garantia de princípios que permeiam a humanidade como um todo, conceitos que de alguma forma, todos concordamos.

A ética é estudada no campo da filosofia e traz um conjunto de regras que regulam as relações e condutas da sociedade, ou o seu comportamento moral.

Origem da palavra ética

Ética vem do termo grego ethos que significa costumes e mores que significa moral. O conceito de estudo do comportamento vem desde os primórdios gregos.

Em uma sociedade, as regras, leis e preceitos de conduta moral são cerceados pela ética, que norteia a conduta humana e encontra o equilíbrio para o bom funcionamento das engrenagens sociais.

Essa palavra está muito relacionada com justiça social, pois guia o ser humano para que ninguém saia prejudicado.

A diferença entre ética e moralidade

Como a ética é a ciência que estuda os valores morais e princípios baseados em fatores históricos e culturais, fica claro que a moralidade e a ética estão relacionadas. Porém não são palavras necessariamente iguais.

Enquanto a ética é estudo de princípios morais, a moralidade é a característica do que é moral, do que segue os princípios da moral. O que pode ser imoral para certos grupos em especial, pode não afetar outros.

Um exemplo claro relacionado a isso é a forma de vestimenta das mulheres hoje em dia. Se uma mulher usa um vestido curto que coloca muito em evidência o seu corpo, alguns podem achar que aquele tipo de vestimenta não é apropriado. Outros podem achar irrelevante em seu ponto de vista. Ainda outros podem considerar normal.

O que isso indica? Que a moralidade e conceitos do que é imoral ou não variam de pessoa para pessoa e sociedade para sociedade.

Outro exemplo que explica bem a questão da moralidade é relacionado ao Descobrimento do Brasil. Na época que os europeus pisaram em solo brasileiro, foram recebidos por indígenas que não se vestiam da mesma maneira que eles.

Na época, a forma de vestimenta (ou a falta dela) era considerada uma forma de imoralidade para os europeus porque não estavam acostumados com esse tipo de situação. Já para os índios, andar nus era considerado normal, não era imoral do ponto de vista cultural deles.

Considerando o clima do Brasil tropical, no ponto de vista dos indígenas não tinha necessidade de usar tanta roupa para se cobrir. E o contrário também acontecia; quando os índios viram os europeus, também estranharam as roupas e ornamentos que não estavam acostumados, embora não tivessem achado necessariamente que eram imorais.

Portanto, a moralidade vem seguida de referencias do local onde fomos criados ou em que época da linha do tempo estamos vivendo. Se uma mulher do século XIX visse a forma como as mulheres conquistaram seus direitos e passaram a trabalhar, usar calças e outros conceitos que não existia na época em que ela viveu, com certeza consideraria a atitude uma imoralidade.

Resumindo a ópera: a moralidade muda de acordo com a sociedade ao redor e outros fatores relacionados à passagem do tempo. Porém a ética não muda.

Viés ético

A ética é um conjunto de padrões morais mais profundo que está intimamente relacionada com a justiça. Na ética, embora os conceitos de justiça possam mudar ao longo do tempo, busca-se um padrão universal, aceito por todos e que envolve questões maiores como o direito à vida – isso não muda com o passar do tempo.

A ética possui varias ramificações e não se aplica só ao bom funcionamento social. Existe também a ética associada a locais específicos tais como:

  • Ética nos esportes,
  • Ética jornalística,
  • Ética profissional (trabalho),
  • Ética empresarial,
  • Ética educacional,
  • Ética médica,
  • Ética na política, etc.

O que significa código de ética

O código de ética é a diretriz que guia as leis e regras de cada país. O termo se aplica também ao âmbito empresarial, político e preceitos específicos que visam o cumprimento de conduta moral.

Código de ética, portanto, é um acordo estabelecido entre empresas, instituições, ONGs e países que estabelece os direitos e deveres de cada grupo social. Estes devem ser seguidos por funcionários em exercícios de suas funções e o descumprimento de tal código pode ser passível de punição judicial.

Este documento regula preceitos que permeiam organizações em geral e visa o estabelecimento de regras justas universais que promovem o bem-estar dos indivíduos debaixo de determinada administração.

Cada grupo específico pode ter seu próprio código de conduta. A título de exemplo, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) tem seu próprio código de conduta, que gere a postura profissional de juízes, advogados e qualquer profissional da área jurídica.

Além das empresas (particulares ou públicas), um código de ética também pode ser usufruído por instituições, organizações não-governamentais, partidos políticos, categorias profissionais, e demais grupos que desejam regulamentar e explicitar a sua postura social.

Em um país, por exemplo, o que pode ser considerado ético, como sacrifício de animais, pode ser considerado antiético em outras culturas. Ou seja, o código de ética dita quais são os deveres e direitos de cada grupo.

Em empresas, existe um padrão universal de código de conduta que está presente em todos os lugares, são básicos e devem ser seguidos. Tais como:

  • Assédio sexual ou profissional,
  • A necessidade da transparência nas comunicações internas e externas,
  • A proteção do patrimônio da empresa,
  • Denúncia da prática do suborno ou corrupção e
  • Respeito entre chefes e subordinados

O código de ética empresarial permeia todos os fatores dentro e fora da empresa como:

  • Propaganda
  • Práticas de marketing
  • Qualidade do atendimento
  • Comunicação da empresa

O código de ética pode estar ligado às normas civis, embora isso não seja uma obrigatoriedade. Isso indica que o descumprimento de pontos de código de ética pode ser cabível de punições previstas em leis trabalhistas e penais.

O que significa a palavra antiético

Qualquer cidadão que não é direcionado pela ética da sociedade a qual pertence e não segue suas diretrizes universais de conduta moral é chamado de antiético, assim como o ato que o individuo pratica.

Navegue mais em nosso site e confira este outro artigo: Dicotomia e tricotomia – o que significa essas palavras?


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.