O que é a Glicose?

A glicose, glucose ou dextrose, é um monossacarídeo e é um dos carboidratos mais importantes na biologia.


Glicose, tão temida nos exames de rotinas, e não é por menos, a glicose é a maior causadora de diabetes chegando a 422 milhões de diabéticos no Brasil. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) esse numero só tende a crescer, pois a cada 11 pessoas, uma tem algum tipo da doença.

Em uma pegada mais biológica, a Glicose é um monossacarídeo, baita palavrão, não é? A mesma constitui uns dos carboidratos mais importantes do nosso corpo, as células contidas na glicose são usadas como fonte de energia e intermediário metabólico.

GLICOSE, POR QUE TÃO PERIGOSA?

Sabemos que a alimentação, principalmente dos Brasileiros, não é uma lição de saúde, principalmente para o corpo, que fica sobrecarregado de açúcares, doces, alimentos industrializados, óleos.

O pâncreas, principal órgão produtor de hormônios, produz a insulina, responsável pela entrada da glicose nas células, quando o pâncreas fica comprometido pela má alimentação, e pelo consumo excessivo de açúcar, acaba trabalhando alem da conta, aumentando a estrutura do seu tamanho, sua função fica prejudicada, havendo uma grande deficiência de fabricação de insulina, alterando interceptação da glicose nas células, com isso, o aumento da glicose fica muito alto no sangue, resultando na hiperglicemia, a mesma desenvolve a diabetes mellitus tipo 1.

A Hiperglicemia pode causar: O aumento do volume urinário, conhecido como Poliúria, Cansaço, visão turva, sede exagerada, entre outras.

Glicose em Excesso

TIPOS DE DIABETES

TIPO 1: O Diabete tipo 1, já pode aparecer logo na infância e chegar na fase da adolescência, esse tipo diabete acontece pelo fato do pâncreas não produzir insulina suficiente,  com isso, as células-beta do órgão são destruídas, a falta desse hormônio contribui para o aumento excessivo da glicose no sangue, ocasionando a diabete tipo 1. Com esse diagnóstico o paciente precisa urgentemente da aplicação de Insulina diária para o controle da glicose no sangue.

TIPO 2: A diabetes tipo 2 já afeta 90% do numero de casos de diabetes, normalmente pessoas acima de 40 anos são mais recorrentes ter a doença, com essa idade, é normal que a produção de insulina não seja tão alta, acarretando no aumento da glicose no sangue. O tratamento é feito por medicamentos orais ou aplicações injetáveis, se o quadro se tornar mais grave, como a falta total de insulina, o uso desse hormônio pode ser usado isoladamente de outros medicamentos ou até mesmo junto, dependendo do quadro.

Veja ainda: Amebíase, O que é?

SINTOMAS

Diabetes tipo 1: Como a falta de insulina é enorme, pode ocasionar sintomas expressivos e intensos:

  • Perda de peso
  • Perda involuntária de urina durante o sono, denominada de enurese noturna
  • Aumento do apetite
  • Fraqueza, tontura postural (Falsa sensação que o ambiente está em movimento)

Além disso, com a perca muito grande da insulina, pode ocasionar sintomas bem mais preocupantes, como náuseas, vômitos, níveis de consciência alterada, e até entrar em estado de coma.

Diabetes Tipo 2: Como no tipo dois não há tanta ausência de insulina no sangue, pois o processo de  aumento da glicose é lento, não acomete tantos sintomas, mas há um agravo,  os sintomas  podem passar despercebido por meses, e ate mesmo anos. Os sintomas iniciais são:

  • Furúnculos na pele
  • Sensação de coceira
  • Infecção da vulva e vagina

Em casos mais graves, a pessoa pode ter náuseas, vômitos e perda de consciência, e até mesmo entrar em estado de coma.

Há também a diabete gestacional, 3% a 9% das mulheres apresentam essa doença durante a gestação, isso ocorre pelo fato da placenta reduzir o nível de insulina, esse tipo de diabete por obstruir os sintomas, por esse fato, é importante ter o acompanhamento do nível de glicose durante toda gestação.

VALORES DA GLICEMIA:

O exame da Glicose, ou teste da glicose, é essencial p medir o nível de açúcar no sangue, é preciso estar em jejum no mínimo 8 horas:

Normal: Inferior a 99mg/dl

Pré Diabetes: Entre 100 e 125 mg/dl

Diabetes: Superior a 126 mg/dl em dois dias diferentes

DICAS PARA MANTER O NÍVEL DE GLICOSE ADEQUADO:

Sim, é possível manter o nível de glicose adequado para o nosso sangue, claro, é preciso de esforço e dedicação para isso, segue algumas dicas:

  • O Grande vilão açúcar tem que ser evitado, não tem outra solução, evite colocar em cafés, chás, e principalmente em sucos
  • Evite Refrigerantes, é difícil, comece aos poucos, que tal consumir só nos fins de semana?
  • Tenha uma Alimentação balanceada e saudável
  • Ah, os doces, que tentação, não é? Mas os próprios contem muito açucares, tente evitar, balas, pirulitos, chocolates
  • Faça EXERCICIOS, um grande beneficio para a saúde, evite ficar só sentado no sofá em frente à televisão
  • Inclua frutas, verduras, verdes na alimentação, é essencial

Com todas essas dicas, é de extrema importância ter acompanhamento médico, principalmente pessoas obesas, e pessoas que tem em seu âmbito familiar algum individuo diabético, prevenir é a melhor solução, o melhor caminho sempre.  


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.