Disciplinas, Figuras de Linguagem, Português

Hipérbole


Você, com certeza, para mostrar a intensidade de algo, já exagerou em sua narrativa. Essa figura de linguagem é a hipérbole. Trata-se de um exagero com a finalidade de chamar a atenção para a ideia que se quer transmitir.

O próprio significado da palavra hipérbole é “além”. Ou seja, dizer algo além do que ela realmente é.

Hipérbole: conheça essa figura de linguagem

Veja também: Mal ou mau.

Vamos ver agora alguns exemplos, e você irá se lembrar.

Exemplos de hipérbole

Expressões como:

  • “Minha amiga terminou com o namorado e chorou um rio”;
  • “Fiquei horas na fila do supermercado para comprar uma caixa de fósforo”;
  • “Carlos está nadando em dinheiro”;
  • “Ela vai morrer de rir”;
  • “Quase abortei de susto!”

Você tem familiaridade com essas expressões? Então, esses são exemplos de hipérbole.

Utilizamos exemplo semelhante ao primeiro desta lista quando falamos sobre figuras de linguagem de um modo geral. O exagero foi usado para expressarmos o fato de a moça ter ficado uma boa parte do tempo aos prantos se lamentando pela desilusão amorosa.

No segundo exemplo, a pessoa não ficou horas na fila do supermercado. No máximo, alguns minutos. Quem vai ao supermercado se poderia ir a um mini box na esquina de casa comprar uma caixa de fósforo? O que o interlocutor tentou expressar foi o tempo demorado de atendimento para pagar poucas mercadorias compradas.

No terceiro exemplo, Carlos não está nadando em dinheiro, mas apenas com recursos financeiros de sobra. E a moça em questão, provavelmente, não vá morrer de rir, pois seria uma morte, no mínimo, inusitada. E o último exemplo é o mais absurdo.

A hipérbole está classificada como figura de pensamento. Elas dão mais expressividade às palavras, por meio das ideias.

O fato de “fulano tentar falar com cicrano trilhões de vezes”, obviamente, não aconteceu. O que ocorre é a combinação entre as palavras usadas e a ideia de que a pessoa tentou falar com a outra muitas vezes. A pessoa que tentou falar, provavelmente, não conferiu quantas vezes ligou. Mas, expressou-se desta forma para chamar ainda mais a atenção para a intensidade do ato.

As figuras de pensamento buscam impactar o receptor da mensagem, por meio das ideias que estão implícitas e não verdadeiras. Recorrem ao estímulo à imaginação para passar a ela a ideia do que quer realmente comunicar.

Assim, a expressão “Vou ser grato a você eternamente” significa que o que a outra pessoa fez por ela não tem preço. Foi algo que nenhum outro favor vai pagar na mesma moeda. Porém, não se vive eternamente (pelo menos não nesse corpo) para que essa dívida seja paga.

Enfim, esse recurso estilístico é um dos mais usados em nosso dia a dia. É quase impossível que alguém nunca tenha tido contato com essas expressões.

A ideia por trás do fato é o que representa uma figura de pensamento. Palavras com sentidos opostos ditos ou escritos com bastante proximidade, atribuição de ato racional a seres irracionais, expressões que amenizam os fatos, e palavras que expressam explicitamente o oposto do que se pensa. Essas são também funções de linguagem que se encaixam nas figuras de pensamento.

Quer conhecer outras figuras de pensamento como a hipérbole? Existem a antítese, ironia, eufemismo, personificação, entre outras. Para ver as demais figuras de linguagem, acesse este link e confira.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *