<

Modelo atômico de Bohr


Entre muitos modelos atômicos descobertos por vários físicos no passado, o modelo atômico de Bohr explica muitas características da ciência e estrutura atômica.

Criado pelo físico dinamarquês de Niels Henrick David Bohr, mostra órbitas onde existem elétrons e no centro um pequeno núcleo.

Bohr deu continuação a teoria que tinha sido desenvolvida pelo físico Ernest Rutherford e devido à isso, o modelo atômico também é chamado de modelo atômico de Rutherford – Bohr.

Bohr conheceu Rutherford no laboratório da Universidade de Cambridge. Foram para a Universidade de Manchester onde começaram juntos suas pesquisas.

O físico Bohr conseguiu explicar como era o comportamento do átomo de hidrogênio, fato que não era possível ver na teoria atômica de Rutherford.

Mas mesmo tendo aprimorado o modelo de Rutherford, ele não é perfeito pois ainda existem questões a serem respondidas. Bohr fez pesquisas que mostraram estas falhas e propôs um novo modelo.

Se este modelo atômico de Rutherford fosse certo, quando acelerados, os elétrons iriam emitir ondas eletromagnéticas. Estas partículas iriam perder energia e colidiriam com o núcleo do átomo.

Princípios do modelo atômico de Bohr

O físico também determinou quatro princípios, confira:

  • Existe a quantização da energia elétrica, ou seja, cada elétron tem uma quantidade específica de energia.
  • Tem uma órbita em cada elétron que são chamados estados estacionários. Quando a energia é emitida, o elétron pula para uma órbita mais distante do núcleo.
  • Quando energia é consumida, é aumentado o nível de energia do elétron.
  • As camadas eletrônicas ou níveis de energia tem um número e letra distintos que são K, L, M, N, O, P, Q.
  • O modelo atômico de Bohr tem ligação com a mecânica quântica. Isto é porque Louis de Broglie e Werner Heisenberg contribuíram junto com Bohr no modelo da estrutura atômica.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.