Disciplinas, Português

Preposição


Ligar dois termos de uma oração e, assim, relacionar as partes é papel da preposição. Para isso, é necessário que uma parte da oração fique subordinada à outra. Isso significa que não deve haver isolamento entre termos para que haja sentido.

As preposições são classificadas como essenciais e acidentais. Nesta primeira, há uma preposição propriamente dita sendo utilizada para tais fins. No segundo caso, ocorre a utilização de uma palavra pertencente a outra classe gramatical improvisada para conectar termos da oração.

E ainda há as locuções prepositivas, que ocorrem quando há uma preposição antecedida de outra palavra.

Vamos ver exemplos.

Exemplos de preposição essencial

As preposições essenciais servem apenas para este fim, não podendo serem aplicadas a qualquer outra função textual. Garantem a coesão e mantém a comunicação bem estruturada.

  • A, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

Abaixo, vamos ver como podem ser aplicadas:

  • “Gostaria de pipoca com refrigerante no cinema”;
  • “Ele disse que vai se hospedar em hotel desta vez”;
  • “Depois da prisão, ele disse que só fala perante o juiz”;
  • “Parabéns a você nesta data querida”;
  • “Se Deus é por nós, quem será contra nós”;
  • “Prefiro não me manifestar sobre este assunto”;
  • “Passou mal após comer essa salada de maionese”;
  • “Vou manter meu filho de castigo até que ele confesse ter pego dinheiro do cofre”;
  • “Está assim triste desde que seu gato morreu”;
  • “Prefiro me manter neutra a ter que escolher entre você e ele”;

Recomendamos também está postagem sobre os Gêneros Textuais.

Exemplos de preposição acidental

A preposição acidental não é nenhuma das listadas acima, mas faz essa função por necessidade de conectar os elementos da oração. Elas pertencem a outras classes gramaticais, mas desempenham a função de preposição de forma improvisada. São elementos de transição entre palavras, por isso, é muito comum que conjunções sejam utilizadas. Portanto, aqui seguem alguns exemplos:

  • Afora, conforme, mediante, durante, exceto, mediante, segundo, etc.

Abaixo, algumas formas de empregar as preposições acidentais em textos:

  • “Ele aceitou casar contigo, mas terá que seguir as regras dele”;
  • Conforme explicado anteriormente, você só poderá fazer este trabalho individualmente e aqui na sala de aula”;
  • “Estou com fome, portanto, sirva logo meu almoço”;
  • “Deu-lhe uns tapas no rosto, fora os chutes ao derrubá-lo no chão”.

No primeiro exemplo, o “mas”, que é uma conjunção usado para ligar dois elementos, é aqui utilizado como preposição acidental. O segundo termo da oração é subordinado ao primeiro. Ou seja, se a pessoa seguir as regras, terá casamento. O mesmo ocorre com os exemplos 2 e 3 com o uso de conjunção para desempenhar o papel de preposição.

Porém, não são somente as conjunções que podem virar preposições acidentais. No quarto exemplo, a palavra “fora”, que é um advérbio, improvisa para desempenhar a função de preposição.

Exemplos de locuções prepositivas

As locuções prepositivas ocorrem quando usamos duas palavras, incluindo uma preposição no final.

  • Abaixo de Deus, as pessoas que mais amo são da minha família”;
  • “Quando sair, deixe a chave por entre as grades para que eu possa entrar quando chegar”.

O que é preposição?

Você ainda está com dúvidas sobre o que é preposição? Confira o vídeo a seguir:

Para saber mais sobre a língua portuguesa, continue em nosso blog e aprenda outros assuntos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *