<

Conceitos de proatividade


Proatividade é uma das palavras que mais são inseridas em contextos profissionais. No meio corporativo, a palavra é muito associada a pessoas que tem a habilidade de tomar a iniciativa para resolver problemas ou incrementar ideias no âmbito profissional.

Em processos seletivos, a maioria dos gestores e entrevistadores buscam pessoas proativas para incorporarem seu quadro de funcionários. A proatividade é um dom. E como todo dom, ela pode ser aperfeiçoada cada vez mais.

Também recomendamos: Conceitos de equidade

O que significa proatividade?

Ser uma pessoa proativa não é interessante apenas para o lado profissional de cada individuo, mas afeta também o lado pessoal de cada um. Uma pessoa proativa antecipa situações, prevê problemas ou soluções e faz realmente esforço para tornar algo possível.

Algumas pessoas demonstram proatividade sem esforço. Outras já precisam se esforçar para demonstrar a qualidade.

Como saber se alguém é proativo?

Alguém proativo tem algumas características importantes e fáceis de identificar:

Kit de Alfabetização Só Escola
  • Tem energia,
  • Disposição para cumprir compromissos,
  • Propõe mudanças, ideias e soluções,
  • Inova,
  • Surpreende com seu desempenho,
  • Age antecipadamente diante de problemas,
  • Evita situações comprometedoras,
  • Participa com sugestões,
  • Apresenta alternativas,
  • Amplia os horizontes,
  • Promove mudanças e
  • Participa de reuniões empresariais significativamente.

Qual é a diferença entre proatividade e produtividade

É importante não confundir os dois termos, pois enquanto um significa fazer a diferença no ambiente e mostrar-se preparado para dar o melhor de si com garantia de resultados, o outro realiza muitas tarefas ao mesmo tempo por ordem superior.

A pessoa proativa não precisa necessariamente focar em mil coisas ao mesmo tempo para garantir resultados satisfatórios. Porém, quando ela foca em alguma situação ou problema, ela realmente prevê soluções, ideias e sugestões para resolver determinada disfunção.

Qual é a relevância da proatividade em nossos dias

Geralmente, profissionais que procuram ser proativos não ficam estagnados. Na atual fase do mercado de trabalho, a pessoa proativa não fica esperando o emprego perfeito cair do céu. Ela se atualiza, prevê como poderá aumentar seu conhecimento e informação.

Ela abastece seu currículo de maneira que possa agregar valores, ela se destaca dos outros profissionais. Uma pessoa proativa contribui para o crescimento da empresa. E vale lembrar que um gerente ou chefe contribui muito para a proatividade dos seus colaboradores.

Líderes que inspiram seus funcionários contribuem para desenvolver o perfil proativo de cada um, o que melhora e muito o clima profissional e os resultados satisfatórios de uma empresa.

Proatividade para cada perfil

Lógico que é importante lembrar que nenhum profissional é perfeito. Cada pessoa carrega sua própria individualidade, o que faz com que um núcleo empresarial seja um grande formigueiro, no qual cada formiga tem seu papel primordial.

Cada profissional, independente de sua habilidade proativa, pode representar a diferença dentro da equipe, contribuindo de alguma forma com o crescimento profissional de cada um.

Alguns têm proatividade em relação à liderança, outros em trabalhos operários. Ainda outros, sabem ser proativos em relação à eficiência no trabalho desenvolvido, bem como outros conseguem ser proativos apresentando as ideias mais satisfatórias.

É importante respeitar essa individualidade e enxergar o potencial para cada vertente da proatividade.

Ciclos da proatividade

Existem diversos ciclos da proatividade, relacionados com cada perfil. Existem pessoas que preferem “dar as caras”, se jogar de cabeça em determinadas funções e são mais efetivos em sua proatividade.

Outros são capazes de tomar decisões sem consulta prévia. Ou seja, sabem como agir em determinadas situações sem precisar depender da opinião de seus gestores.  Esse tipo de profissional consegue alcançar a proatividade, embora tende a pecar por ser muitas vezes impulsivo.

Como já foi dito, em um formigueiro existem diferentes funções para diferentes tipos de formigas. Em um núcleo empresarial não é diferente. Se uma empresa for composta por pessoas 100% proativas em tudo o que fazem, talvez elas não se entendam entre si. Pode ser que existam conflitos de opiniões sobre pontos de vistas diferentes.

Para que haja equilíbrios de funções, é necessário também que existam profissionais que também se submetem a ordens e tocam conforme a música. Ou seja, existem determinados tipos de situações em que se deve apenas seguir normas empresariais e seguir regras. Por isso que, balancear esses tipos de perfis em uma empresa é sempre a melhor opção.

Aprimorando perfis proativos

Para alguns, ser proativo é uma habilidade natural, próprio da sua essência. Para outros, essa habilidade pode ser cultivada. Os gestores tem participação direta no crescimento profissional e proativo de seus funcionários, basta desenvolver o melhor de cada perfil e trabalhar essa personalidade com potencial para a proatividade.

Leia mais: Definição da palavra network ou networking

Perfis proativos e autoconhecimento

Claro que é muito importante lembrar que o funcionário deve em primeiro lugar querer ser proativo. Nem sempre a culpa da não-proatividade cabe à empresa e seus gestores. Ninguém melhor do que cada pessoa para reconhecer suas próprias habilidades e perfis.

Uma das maneiras eficazes de uma pessoa desenvolver um perfil proativo é sair de sua própria zona de conforto. Buscar aprimoramento em várias áreas da vida, evoluindo como pessoa, é uma das maneiras de demonstrar proatividade.

E isso não cabe apenas ao âmbito profissional. O autoconhecimento traz a ideia que a pessoa pode conhecer novas atividades fora do seu “quadrado”, ou seja, pensar “fora da caixa”. É importante conhecer os hobbies, atividades e lugares diferentes do que já está acostumado.

Dentro da empresa, buscar atividades diferentes da sua rotina pode ajudar a exercitar a proatividade. Qualquer experiência nova pode treinar o cérebro a ser proativo em diferentes setores da vida pessoal e profissional.

Para alguém que não tenha um perfil proativo, mas deseja obter mais proatividade para o dia a dia, é importante que esse profissional exerça diariamente uma postura diferente do que está acostumado. Buscar novas estratégias dentro das próprias atividades rotineiras, mudar de enfoque em situações já conhecidas e buscar ideias, soluções e estratégias para problemas dentro do próprio circulo de atividades faz com que o profissional acabe aderindo essa personalidade cada vez mais em seu dia a dia.

No final, ser proativo já será tão natural que ele nem precisará se esforçar para desenvolver tal atitude.