Significado de Eufemismo


Veja neste artigos o significado de eufemismo, como usar, a utilização em obras literárias e muito mais.

O eufemismo é uma figura de linguagem usada para amenizar expressões mais fortes de um texto. É um recurso utilizado na linguagem com palavras agradáveis e mais brandas em substituição de palavras mais chocantes ou agressivas sem, porém, alterar o conteúdo. Aumentando a diplomacia nas relações sociais, o que evita assuntos tristes, desagradáveis, que geram discórdia, palavras de baixo calão, etc.

Para explicar de uma maneira menos rígida a realidade de alguns assuntos, como a morte, por exemplo. Eufemismo é muito usado e aceito no dia a dia na função social, porém, há quem não concorde com o eufemismo na Política e o uso dele em debates intelectuais.

Para entendermos, o aborto para alguns, se refere a interromper voluntariamente a gravidez, para outros, ao ato de assassinar um ser humano indefeso ainda no útero. Aborto = eufemismo. Eutanásia, outro eufemismo que obscurece a ação: morte a pedido.

Então o eufemismo é o que?

O eufemismo é usado para evitar:

  • Assuntos considerados tabu, como pecado, sexo e drogas.
  • Assuntos desagradáveis, como a violação de direitos humanos, as excreções corporais, pobreza, a violência e outros.
  • Palavras chulas, como baixo calão e palavrões.
  • Assuntos polêmicos, como religião, política e futebol.
  • Assuntos tristes, como a separação, a morte ou a saudade.
  • Características desvalorizadas pela sociedade, como a gordura, a idade, e algumas deficiências.
  • Palavras que possuem conotação negativa.

Em tempos do politicamente correto, o eufemismo é usado como forma de não promover atitudes negativas e muito menos incentivar o preconceito. O eufemismo também ajuda a não ferir a dignidade individual de cada ser humano ao mesmo tempo em que não distingue raças, religiões, etc.

Palavras mais suaves impactam muito menos os ouvintes e suaviza o discurso. Essas expressões eufêmicas ganham entonação com gestos e alteração no tom de voz, bem como do uso de palavras no diminutivo e expressões genéricas.

Também veja: Pleonasmo.

Significado de Eufemismo segundo o dicionário online de Português

Segundo o dicionário, eufemismo é um substantivo masculino, e significa literalmente:

Significado de Eufemismo:

Palavra, expressão ou ideia, que suaviza o sentido de outra, geralmente reduzindo sua carga negativa, rude ou vulgar: está vivendo com Deus (para dizer que uma pessoa morreu).

[Por Extensão] O que se usa para suavizar, minimizar o sentido de alguma coisa: pare com os eufemismos e diga logo a verdade!

  • Etimologia (origem da palavra eufemismo). Do grego euphemismós.
  • Sinônimos de Eufemismo: mitigação, moderação, atenuação
  • Classe gramatical: substantivo masculino
  • Separação silábica: eu-fe-mis-mo
  • Plural: eufemismos
  • Antônimo: Disfemismo

Exemplos de frases com emprego de eufemismo:

  • Minha tia é de cor. (ao invés de negro)
  • Minha mãe está cheinha. (ao invés de gorda)
  • Aquela menina é desprovida de beleza. (em vez de feia)
  • Essa senhora me ajuda na administração do lar. (em vez de empregada)
  • Roberta já é mocinha. (em vez de menstrua)
  • Pedro é desprovido de inteligência (em vez de burro)

Eufemismo e Disfemismo

Significado de Eufemismo
Significado de Eufemismo

Enquanto a pessoa que usa de eufemismo rodeia muito para amenizar uma frase, o individuo que usa de disfemismo emprega disparates cheios de termos rudes, maldosos, sarcásticos, provocativos, humilhantes e pejorativos.

A palavra grega Dysphemia é a raiz de disfemismo e significa palavras más, mau agouro, desgraça. O disfemismo, porém, pode significar uma expressão não pejorativa também, tudo depende do contexto da conversa em questão.

Além do Significado de Eufemismo, recomendamos também que você conheça essa outra figura de linguagem: Personificação.

Eufemismo em obras literárias

Como citado acima, eufemismo refere-se à figura de linguagem que ameniza expressões. Manuel Bandeira foi um dos poetas que usou em seus versos esse tipo de linguagem ao se referir a assuntos complexos e tristes como a morte.

Leia o trecho a seguir do poema “Antologia”, de Manuel Bandeira:

“Quando a Indesejada das gentes chegar

Encontrará lavrado o campo, a casa limpa,

A mesa posta,

Com cada coisa em seu lugar”.

Durante a passagem dos versos, fica subtendido que o autor refere-se à morte ao utilizar o eufemismo “Indesejada das gentes”. Quando se trata da morte, um dos temas mais difíceis de abordar, muitas expressões são utilizadas para se referir a ela.

Por exemplo:

  • Se juntar a Deus
  • Virou estrelinha
  • Partiu dessa para melhor
  • Vestiu paletó de madeira
  • Bateu as botas
  • Entregou a alma a Deus
  • Encurtou os anos
  • Descansou

Todas essas expressões que suavizam a palavra morte são chamadas eufemismos. Principalmente em uma conversa com crianças, muitas pessoas usam eufemismos para suavizar conversas desagradáveis.

A título de exemplo, quando é preciso explicar para uma criança de onde vêm os bebês, muitos pais usam as expressões: “o papai plantou uma sementinha na mamãe” e por aí vai.

É muito comum a substituição de termos que chocam, impactam ou surpreendem por outras mais suaves, mais delicadas, que, mesmo tendo o mesmo significado, causam menor impacto em quem está escutando.

Observe outros trechos de livros que contém esse tipo de linguagem figurada:

“E fizeste isto durante vinte e três anos (…) até que um dia deste o grande mergulho nas trevas (…)” (Machado de Assis)

Nessa sentença, Machado de Assis utiliza o termo “mergulho nas trevas” referindo-se a grande inimiga da humanidade, a morte.

“Diante de tanta tristeza, ela preferir faltar com a verdade”.

Aqui, quando o autor diz: “faltar com a verdade” é porque ele está se referindo à mentira. Esse tipo de linguagem mais condensada, mesclada com pitadas de verdade e pitadas de suavidade para não chocar o ouvinte ou o leitor no caso de obras, é denominada eufemismo.

Eufemismo e o preconceito

Infelizmente, em um Brasil da época da escravatura, muitos negros foram assombrados por muito tempo por termos pejorativos e indelicados, que denegriam sua imagem como individuo.

Após a abolição da escravatura, a raça negra ainda ouvia termos pejorativos a respeito da cor da sua pele. Para não criar um estigma e suavizar alguns nomes, algumas nomenclaturas eufemísticas foram empregadas. Por exemplo: “morena” ou “pessoas de cor”.

Porém, essa ideia de que é preciso utilizar eufemismo para se referir a uma pessoa negra está sendo combatida por muitos movimentos de negros brasileiros, afinal, não é preciso usar termos mais suaves para empregar a uma raça que tem orgulho de sua cor e cultura, que está tão ligada à própria beleza do país da diversidade.

Veja mais em: Figuras de linguagem.

O que achou do artigo “Significado de Eufemismo”? Se gostou não deixe de compartilhar com seus amigos nas redes sociais.

Também não deixe de visitar outras postagens. Até a próxima.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.