Boxe


O boxe é uma modalidade esportiva de combate na qual dois atletas usando luvas de proteção, trocam golpes em um rinque.

Um a luta de boxe é supervisionada por um árbitro ao longo de intervalos de um a três minutos chamados de rounds.

A luta é decidida quando um atleta é considerado incapaz de continuar a lutar por um árbitro, quando é desclassificado por quebrar uma regra ou quando renuncia à luta ao jogar uma toalha. Se uma luta durar todos os rounds possíveis sem uma decisão, o vencedor é determinado pela pontuação dada por dos juízes no final da luta. No boxe olímpico, os juízes concedem pontuações aos lutadores com base em critérios técnicos.

Veja também: História do Futebol.

História do Boxe

As primeiras evidências de esportes de combate usando os punhos remontam à Ásia, nos terceiro e segundo milênios antes da Era Cristã. As primeiras evidências de regras de boxe remontam à Grécia Antiga, onde o boxe foi introduzido nos antigos Jogos Olímpicos no século VII A.C.

Mais tarde, em Roma, correias de couro usadas nas mãos dos lutadores foram trocadas pelo cestus, uma luva cravejada de metal, o que aumentou a agressividade dos duelos fazendo com que os combates de boxe da época terminassem com a morte de um ou outro lutador.

Com a queda do Império Romano, o boxe teve a um fim abrupto, ressurgindo na Inglaterra no século XVII, onde o boxe amador organizado começou oficialmente em 1880. No início, apenas cinco classes de peso eram disputadas: Bantam, até 54 quilos; Pena, até 57 quilos; Luz, até 63,5 quilos; Meio, até 73 quilos; e pesado, acima de 74 quilos. Nesta época, o esporte começou a ser regulamentado, especialmente em 1867, com a formulação das Regras de Queensberry.

O boxe fez sua estreia olímpica nos Jogos Olímpicos de 1904, na qual os EUA, levaram todas as medalhas. Posteriormente, os americanos continuaram a dominar o boxe, conquistando mais de cem medalhas (incluindo 48 de ouro) das 842 disputadas, seguidos pelos atletas cubanos e russos.

Desde a sua inclusão nos Jogos Olímpicos, o boxe é disputado em cada edição dos Jogos, exceto em 1912, na Suécia, devido à lei sueca, que proibiu sua prática.

As regras do boxe evoluíram desde a década de 198. Em 1984, em Los Angeles: tornaram o capacete protetor obrigatório; em 1992, em Barcelona, foi criado de um sistema eletrônico de pontuação para fortalecer a objetividade da arbitragem e em 2007 criou-se a pontuação padronizada.

O ringue de boxe

O ringue de boxe consiste em uma área quadrada e deve medir em cada lado entre 4,9 e 7 metros. O ringue tem quatro cordas elásticas, cada uma com um diâmetro entre 3 e 5 centímetros, e elas têm que ser penduradas nos postes a 41, 71, 102 e 132 polegadas do chão do ringue.

Os postes (corners) do ringue devem ser revestidos com um material de superfície lisa e macia, a fim de que os boxeadores não se lesionem quando baterem em um deles.

Também recomendamos: Capoeira.

Regras do boxe

As regras do Boxe Olímpico possuem algumas diferenças em relação às regras do Boxe Profissional, uma vez que este utiliza as regras do Boxe Amador.

Algumas das diferenças entre as regras destas modalidades são que na modalidade de Boxe Olímpico, o atleta tem que usar um capacete protetor de cabeça, enquanto na modalidade profissional se uso é proibido. Além disso, a contagem de pontos também é diferente entre as modalidades. Como o objetivo de uma luta de boxe é acertar os golpes mais diretos no adversário, ao final da luta os juízes decidem a pontuação de cada atleta até chegar a um veredicto sobre qual dos atletas fez mais pontos com os golpes que acertou, se sagrando vencedor da partida.

Também é possível ganhar uma luta de boxe das seguintes maneiras:

  • Caso um oponente caia de 2 a 3 vezes na mesma rodada;
  • Caso um oponente caia, pouse no chão ou se apoie nas cordas, e o árbitro conte até 10 e o atleta não puder ficar de pé naquele instante da luta;
  • Caso o árbitro marque um nocaute técnico. Isso se dá quando um dos boxeadores leva muitos golpes consecutivos e o árbitro considera que não é capaz de absorvê-los;
  • Caso um dos assistentes do oponente jogue a toalha no chão, o que significa que sua equipe está desistindo da luta.

Outras regras importantes do boxe são:

  • Os golpes são considerados válidos e pontuados apenas se forem desferidos na frente, ou no lado da cabeça ou no abdômen do adversário. Golpes desferidos nos braços não são pontuados.
  • Golpear a parte de trás da cabeça, agarrar ou golpear o adversário abaixo da cintura são consideradas infrações. Quando isso ocorrer, o árbitro dá um aviso ao boxeador, e se isso for ocorrer novamente, o boxeador pode ser desclassificado da luta.
  • O boxeador não pode golpear seu oponente enquanto este estiver caído no chão;
  • Mordidas em qualquer parte do corpo do adversário também são motivos de advertência e potencial desqualificação do atleta infrator.

Principais movimentos e golpes de boxe

  • Direto, que consiste em um golpe rápido e forte que atinge a parte frontal do adversário com o punho que estava atrás do punho de guarda;
  • Jab, que consiste em um golpe rápido e forte, com o outro punho, que está à frente do punho de guarda;
  • Cruzado, que consiste em um golpe rápido e forte que atinge o lado da cabeça do adversário. Nesse movimento, o braço termina flexionado, ao contrário do direto;
  • Gancho, que consiste em um movimento do pulso em uma trajetória curva que atinge o lado da cabeça ou o abdômen do lutador adversário;
  • Uppercut, que consiste em um golpe feito de baixo para cima com a finalidade de acertar o queixo do outro lutador;
  • Jab direto, que consiste em uma mistura do golpe direto com o movimento do soco, ou seja, o lutador adversário recebe socos do oponente através das duas mãos ao mesmo tempo.

Árbitros e equipe de arbitragem de boxe

Em uma luta de boxe, o árbitro é o responsável por cumprir as regras e acompanhar o comportamento dos boxeadores, ele deve permanecer dentro do ringue para controlar os atletas e intervir quando sua atuação for necessária. Além do árbitro principal, três juízes estão presentes fora do ringue, e têm como responsabilidade contar os golpes que cada boxeador recebe e desfere, e assim decidir quem ganha o combate, se não houver nocaute.

Em uma luta de boxe, uma equipe médica deve estar sempre presente para avaliar a condição física dos boxeadores durante o combate, atestando se eles são capazes de continuar a luta. Já o cronometrista é um profissional responsável pela contagem do e por tocar o gongo, que é usado para marcar o final de cada round.

O diretor técnico da luta é responsável por validar as decisões dos juízes, analisando-as e anunciando o resultado. O locutor da luta é o profissional responsável por fazer os anúncios dos resultados das lutas, a apresentação dos lutadores, árbitros, juízes, etc.

Cada lutador tem direito a ter quatro assistentes na luta, que se localizam atrás do poste do lutador, que pode ser vermelho ou azul, e têm a responsabilidade de acompanhar e aconselhar o boxeador, auxiliá-lo e jogar a toalha quando ele acha que não é mais capaz de continuar lutando.


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.