Capoeira


A capoeira pode ser caracterizada como um movimento cultural brasileiro, composto por elementos como arte marcial, dança, música, esporte, cultura popular e religião.

A difusão da capoeira ocorreu, historicamente, e ainda ocorre, de modo oral e artístico, em ruas e centros de artes marciais, assim como nas relações sociais e familiares que se formam entre praticantes, alunos e professores.

Uma das características mais marcantes da capoeira é a presença de músicas características, movimentos elegantes, rápidos e de características coreográficas. Os movimentos priorizam o uso dos membros inferiores em relação aos membros superiores.

O principal instrumento musical usado na capoeira é o berimbau, que tem como função marcar o ritmo do jogo e dos movimentos dos participantes.

Veja também: Beisebol.

História da capoeira

A palavra capoeira significa “o que foi mata”, ou  “o mato que nasce após o desmatamento” e remete a regiões de matas rasas interioranas características do Brasil, que eram habitadas por indígenas que cultivavam essas terras e onde os capoeiristas jogavam, próximos ao chão, para não serem descobertos pelos capitães do mato.

A capoeira surgiu no Brasil, advinda de escravos africanos, que buscavam uma forma de resistência contra os abusos e violências sofridos. Foi uma maneira de os escravos se defenderem fisicamente e manterem sua identidade cultural africana.

A prática da capoeira foi consolidada no Quilombo dos Palmares, passando a ser considerada como uma prática violenta e proibida.

Com o passar do tempo, os escravos disfarçaram a capoeira ao introduzir na prática elementos como música, dança e mímicas.

Isso foi necessário devido à forte repressão da Polícia Imperial e da Milícia Republicana às práticas de capoeira.

Até 1930, praticar capoeira era proibido no Brasil até que mestre Bimba se apresentou com seus alunos para O então presidente Getúlio Vargas, que decidiu transformá-la em esporte nacional. Já em 2014, a capoeira foi considerada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco.

Originalmente, a capoeira era uma arte marcial praticada próxima ao chão, ao contrário da capoeira praticada no Sudeste, que tem como característica movimentos acrobáticos e regras esportivas, restringindo a prática da capoeira angolana aos guetos da Bahia.

Na atualidade, é muito comum se referir à prática da capoeira como um jogo ou uma roda, uma vez que os movimentos apenas simulam ataques, defesas e esquivas entre os participantes. Assim, o objetivo deste jogo é mostrar ser superior ao adversário em parâmetros como força, habilidade e gingado.

Estilos de capoeira

Estilos de capoeira

Os dois principais estilos de capoeira são Angola e Regional.

Capoeira Angola

A origem deste estilo é pouco conhecida, pois remete aos escravos brasileiros, havendo pouca documentação sobre a mesma. No entanto, acredita-se que este estilo já era praticado em senzalas, como uma mistura de dança e luta.

Suas principais características são os movimentos próximos ao chão, movimentação lenta e exigência de grande força e equilíbrio.

Num jogo do estilo angolano, começa-se com uma música que remete a alguma história, tocada com berimbaus, pandeiros e atabaques.

Capoeira Regional

O estilo regional surgiu aproximadamente em 1928, através de Manoel dos Reis Machado, mais conhecido como Mestre Bimba; no início, era chamado de Luta Regional Baiana.

Este estilo é uma combinação da capoeira angolana com uma modalidade de luta livre chamada de Batuque. Assim, o estilo se transformou com movimentos mais rápidos e com movimentos realizados em pé.

Mestre Bimba desenvolveu uma sequência didática de movimentos e um código de conduta que priorizava a higiene, o uso de roupas brancas e um sistema de graduação de praticantes, que hoje utiliza cordas coloridas.

O ritmo das músicas também foi modificado, criando toques para jogos mais agressivos, mais lentos ou exclusivo para jogos de praticantes graduados.

Características da capoeira

Uma das principais características da capoeira como uma arte marcial é o uso de música durantes os jogos. A música capoeirista é tocada com instrumentos como o berimbau, pandeiros e atabaques, assim como palmas e cantos das pessoas que observem o jogo, ao redor dos participantes.

O ritmo da música determina o ritmo e o estilo do jogo que vai ser disputado pelos participantes. O ritmo tocado pode variar de bastante lento a muito acelerado.

O jogo termina quando o tocador de berimbau, que geralmente é um capoeirista experiente, dá o comando ou para que outra dupla comece um duelo.

A graduação dos alunos de capoeira é realizada através do uso de cordas coloridas presas na cintura dos jogadores.

Golpes de capoeira

Ginga, que é a movimentação básica que orienta e dita o ritmo do jogo. A ginga depende do estilo de jogo da capoeira, e é o movimento que acontece quando o capoeirista joga sua mão direita para a frente ao mesmo tempo em que joga a perna esquerda para trás, repetindo este movimento para ambos os lados, de maneira repetida e contínua;

Benção, que é um tipo de golpe cujo objetivo é surpreender o adversário. Este movimento é realizado quando o capoeirista simula um pontapé com a parte de baixo do pé e depois gira o corpo em 360°, confundindo o outro jogador;

Meia lua de compasso, que é um golpe de difícil execução, pois é muito elaborado. Este golpe é realizado com um giro do corpo em 360°, seguido de um chute realizado com a canela. Ao realizar este movimento, o capoeirista deve manter suas duas mãos no chão;

Cabeçada, que é um movimento realizado com a cabeça do capoeirista, e tem como característica a força, a agilidade e o poder de desestabilizar o adversário;

Negativa, que é uma jogada defensiva em que o jogador se esquiva do adversário. Não é propriamente um golpe, mas uma jogada de defesa que impede os ataques vindos do oponente;

Rasteira, que é um movimento realizado com o objetivo de desequilibrar o adversário. Para dar uma rasteira, o jogador passa a perna por trás da perna de apoio do adversário, desequilibrando-o e derrubando-o. Este movimento é similar ao ato de varrer a perna do oponente, e é realizado de forma rápida para surpreender o adversário;

Rabo de arraia, que é um movimento realizado no ar, seguido de um golpe com o calcanhar. Este é um dos movimentos mais difíceis e elaborados da capoeira e é geralmente realizado apenas por capoeiristas mais experientes;

Pisão, que é um golpe de ataque, cujo movimento é realizado com o pé, que dá um coice no adversário, com rapidez e firmeza.

Capoeira: quem pode praticar?

Não deixe também de ler este outro artigos sobre Basquetebol clicando aqui!


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.