<

Intestino Delgado


O intestino delgado faz parte do trato gastrointestinal inferior do corpo humano, juntamente com o intestino grosso, o mesmo pode chegar a medir 2,5 centímetros de diâmetro, em sua estrutura é o órgão mais comprido do trato gastrointestinal, medindo 3 m de cumprimento. Vamos conhecer um pouco mais desse órgão tão importante para nosso corpo?

FUNÇÃO DO INTESTINO DELGADO

Vamos imaginar aquele alimento que comemos todos os dias para garantir energia suficiente para realizar as atividades no dia a dia, esse mesmo alimento consumido vai parar no intestino delgado e é empurrado por movimentos peristálticos, e o que é esse movimento?

Os movimentos peristálticos são movimentos involuntários que o tubo digestivo do nosso corpo realiza como o intestino delgado, esse movimento tem como principal função fazer com que o alimento se transforme em uma espécie de bolo alimentar e durante os mesmos ocorra a digestão corretamente.

 A localização do intestino delgado fica logo abaixo do estomago, ou seja, ele começa quando a parte do estomago termina, mais precisamente no esfíncter pilórico, e tem o seu fim de cumprimento na região chamada válvula ileocecal essa válvula se localiza entre o intestino delgado e o intestino grosso.

Segue a imagem de todo nosso sistema digestório:

A função do intestino delgado é realizar todo processo digestório e absorção dos nutrientes necessários para o seu bom funcionamento, dados registram que o intestino delgado representa 90% da função de absorver nutrientes em nosso corpo, sua estrutura é dividida em 3 partes importantes como : Duodeno, jejuno, Ileon

Duodeno: A palavra duodeno significa doze, pois o mesmo mede exatamente 12 dedos de cumprimento. O duodeno ocupa entre 20 e 30 cm do intestino delgado, se for observado com mais atenção, podemos notar que tem o formato de “C” e possui secreções produzidas pelo pâncreas e pelo fígado, dois órgãos acessórios do sistema digestório, essas secreções penetram no trato gástrico intestinal.

Jejuno: O jejuno fornece uma grande área para absorção de nutrientes, realiza em grande parte absorção e menos digestão, o mesmo está localizado na parte central do intestino delgado, os jejunos contem músculos lisos, esses músculos facilitam a movimentação da alimentação digerida, podemos denominar de movimentos peristálticos como já mencionado.

Íleo: O Íleo está localizado na parte final do intestino delgado, o mesmo continua o processo de absorção de nutrientes, isso é possível devido às enzimas presentes que são produzidas pelas células que revestem o íleo.

SUPERFÍCIE INTERNA

A superfície interna do intestino delgado é recoberta por estruturas que são denominadas de vilosidades, são projeções internas com formato que podemos assemelhar aos dedos, isso mesmo, olha que interessante:

 

A quantidade de vilosidade no intestino delgado aumenta a área da superfície de digestão para absorção completa dos nutrientes, os mesmos são absorvidos pelas células epiteliais que revestem as vilosidades, os nutrientes são encaminhados para o sangue ou linfa, para no final serem distribuídos para o corpo, a falta das vilosidades no intestino no corpo humano pode acontecer pelo fato da presença de micro-organismos responsáveis pela intolerância ao glúten, com isso as vilosidades não funcionam bem no seu processo de absorção de nutrientes.

CÉLULAS NO INTESTINO DELGADO

As células que revestem o epitélio do intestino delgado possuem Microvilosidades, a função do mesmo é possibilitar o aumento da superfície da área de absorção que recebe os nutrientes para o processo de digestão, com esse funcionamento facilita a entrada dos nutrientes para o sangue, as células que possuem as microvilosidades, são células absorventes, que absorvem os nutrientes.

Podemos citar também as células caliciformes, as mesmas são células produtoras de muco.

Células de paneth: produzem enzimas antibactericida e são capazes de realizar a fagocitose, a mesma pode ser antifúngica e antiviral.

Essas células são importantes para regular as diversas células microbianas do intestino. Não podemos deixar de citar as células enteroendocrinas, que são células que secretam três hormônios essências para o corpo humano: Secretina, Colecistoquinina, Peptideo Inibitorio Gástrico.

Secretina: inibe a secreção do suco gástrico e estimulam à secreção do suco pancreático, as mesmas contém 27 aminoácidos produzidos pelo duodeno.

Colecistoquinina: Inibe o esvaziamento gástrico e estimula também a secreção do suco pancreático, como a secretina, além do suco pancreático, também estimula o suco da bile.

Peptideo Inibitorio Gastrico: O mesmo estimula a liberação de insulina e torna o esvaziamento gástrico mais lento.

Esses hormônios tornam lento o processo de passagem do alimento do estomago para o intestino delgado, isso é feito para dar tempo o suficiente da digestão dos alimentos, ou seja, substancias que passam pelo duodeno.

SECREÇÕES DO INTESTINO DELGADO

As secreções produzidas pelo intestino delgado são chamadas de suco entérico, em sua formação temos presente: A água, muco, e enzimas intestinas, as mesmas são as peptidases, que finalizam a digestão das proteínas, a maltase, que digere a maltose, que é o açúcar que vem dos cereais, e a sacarase e lactase, que atuam sobre a sacarose, que é o açúcar da cana, e a lactose que vem do leite.

CÂNCER NO INTESTINO DELGADO

O câncer no intestino delgado é de espécie bem rara e bem menos freqüente de ocorrer, o câncer é chamado de adenocarcinoma, é o tipo de câncer mais comum que afeta o intestino delgado, o câncer se desenvolvem nas células que revestem o intestino, como o epitélio glandular, o mesmo pode ocasionar sintomas bastante preocupantes, como diarreia e grandes rubores faciais sem motivo aparente

Outros tipos de câncer podem afetar partes importantes do intestino, como linfoma, o câncer afeta o jejuno na porção média ou até mesmo no íleo, que é a porção inferior do intestino, a presença do linfoma enrijece ou pode aumentar o cumprimento dessas partes do intestino delgado, as pessoas que são mais acometidas por esse tipo de câncer, são aquelas que possuem a doença celíaca, o tratamento envolve quimioterapia e radioterapia.

Outro tipo de câncer é o leiomiossarcoma,  ele afeta células do  músculo liso da parede do intestino do delgado, o tratamento também envolve quimioterapia após a cirurgia.

Diante do aparecimento dessas doenças graves é extremamente necessário procurar uma avaliação medica para o tratamento necessário.

Outros artigos:


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.