<

Doença Celíaca


A doença celíaca, é uma doença congênita que afeta 1 a cada 200 pessoas no mundo, a mesma é auto imune e é uma  reação do sistema imunológico que inibe a ingestão de glutens  gerando a inflamação do intestino delgado, dificultando assim a absorção de nutrientes.

COMO ACONTECE A DOENÇA CELÍACA?

A doença celíaca é uma doença bastante presente nos dias atuais, podendo afetar 1 milhão de pessoas, são mais de 150 mil casos por ano confirmados,  a mesma pode se manifestar em qualquer fase da vida.  No revestimento interno do nosso intestino, existem vilosidades para aumentar a absorção dos nutrientes de forma correta para nosso corpo, os portadores da doença celíaca, durante o desenvolvimento da doença vai perdendo gradativamente as vilosidades, até que depois de algum tempo simplesmente desaparecem do intestino, com isso o aproveitamento dos nutrientes são prejudicados.

O glúten é a principal proteína presente no trigo, aveias, centeios, cevadas, com a ingestão dos mesmos ela se torna tóxica para quem tem a doença, ocasionando lesões no intestino delgado. Mas é importante ressaltar, que são as partes em si dos glutens que ocasiona a intoxicação, isso mesmo, exemplo: O trigo em sua composição tem a glandina, a aveia tem avenina, cevada hordeina, centeio secalina, enfim, essas são as partes que ocasionam a infecção do intestino.

Como mencionado ela pode aparecer em qualquer fase da vida, principalmente na infância, em crianças de 3 anos e com  parentes de 1 grau que tenha a  doença, como pais, irmãos e filhos, tendo  a possibilidade maior de obter a doença celíaca.

FORMAS DE MANIFESTAÇÃO E SINTOMAS

SINTOMAS

Os sintomas são variáveis e parecidas a diversas outras doenças, a mesma só diagnosticada depois de até um ano do aparecimento dos sintomas, houve casos de pacientes que levaram cerca de 30 anos para descobrir a mesma, na maioria das vezes recebiam diagnósticos errados, e foi preciso de várias e varias consultas para se chegar à causa. Se a mesma for descoberta tardiamente, pode trazer seqüelas graves.

A doença célica pode se manifestar de duas maneiras, de forma clássica ou até mesmo não clássica, a forma clássica pode ocorrer em crianças de 1 a 3 anos de idade, os sintomas  são variados, como diarréia crônica, desnutrição acompanhada com déficit de crescimento, anemia  em algumas situações são incuráveis, falta de apetite, aumento do abdômen acompanhado com dor, vômitos.

Já a forma não clássica, como em adultos, desenvolvimento de anemias, constipação intestinal crônica, esterilidade e abortos espontâneos, osteoporose, baixa nível de peso, cansaço, alterações dermatológicas

DIAGNÓSTICOS da Doença Celíaca

É realizados testes de analises de anticorpos no sangue intolerantes ao glúten, mas é apenas depois da realização do exame de endoscopia do intestino delgado que é obtido pequena amostra para verificar se há infecção no intestino delgado.

TRATAMENTO

O único tratamento é a dieta do glúten, recorrendo ao nutricionista para melhor analise de cada caso.

Alimentos permitidos: Milhos, batatas, mandiocas, leite em pó, integrais, doce de leite, creme de leite, carnes, ovos, gorduras, óleos,

Proibido: Milhos, aveias, centeios, cevadas, maltes, cerveja, uísque, vodka, ovo Maltine, cafés misturados com cevadas, leites achocolatados que contem malte, queijos com cereais proibidos não são permitidos, proteínas vegetais hidrolisadas, maionese, mostarda, ketchup, a maioria deles contem glúten,

No caso de açúcares e doces é sempre necessário conferir a embalagem para haver se há glutens.

Todas as frutas são permitidas na alimentação do portador da doença.

Importante lembrar que há casos que a pessoa suporta certo nível de glúten no organismo, mas há aqueles que comem um simples pedaço de alimento que contem a proteína para já desenvolver um quadro serio de inflamação.

Se a pessoa que contem a doença deixar de comer por volta de 2 anos nenhum alimento com glúten, já tem o seu intestino totalmente recuperado, claro, seguindo sempre a dieta indicada.

MAS ATENÇÃO….

  • Doença célica não deve ser considerada sinônimo de alergia alimentar, ambas acontece de formas diferentes, sendo que a alergia alimentar se dá em questões de minutos após consumo de alimentos indevidos, já a doença célica leva um processo mais lento para demonstrar sintomas, podendo até ser de um longo período
  • Muitas pessoas que tem certa sensibilidade ao glúten não devem ser consideradas célicas, pois a sensibilidade ao glúten não afeta necessariamente ao intestino.
  • A doença célica não apresenta só sintomas digestivos, mas alguns outros como mencionados, anemia, cansaço freqüente, lesos bolhosas no pé (dermatite hepertifome), menstruação irregular, entre outros
  • Apenas apresentar os sintomas não aponta necessariamente que a pessoa tenha a doença, pois os sintomas podem estar relacionados a outras varias enfermidades, por isso é extremamente necessário consultar um médico para uma avaliação correta, e principalmente a capacitação dos mesmos para dar o diagnostico corretamente e de maneira rápida
  • Muitos acham que a doença célica não é de nível grave, mas ela é grave, se ela não for tratada corretamente pode trazer grandes riscos para a saúde, como câncer intestinal e até abortos espontâneos
  • A doença célica não tem cura, por isso é sempre necessário seguir uma dieta restrita com acompanhamento de uma nutricionista
  • E não, célicos não podem nem pensar em ingerir glutens em pequenas quantidades, achando que não terá nenhum problema
  • E sim, os célicos podem usar produtos de beleza que contem glúten, não há nenhum risco, apenas há riscos se houver a ingestão desses cosméticos. 

Outros artigos: