Significado de Ocioso


Com certeza você já ouviu a expressão: “estar ocioso”. Talvez, até use a palavra no seu dia a dia. Mas acompanhe nesse artigo a definição de ocioso, suas raízes e porque ela usada para descrever alguém que está sem ocupação.

Antes de definirmos qual é o conceito da palavra “ocioso”, vamos analisar seu significado segundo um dicionário comum:

Significado ocioso: Que não tem ocupação; que não faz nada: menino ocioso. Que realiza alguma função com preguiça.

Adjetivo: Em que existe ócio: existência ociosa; dia ocioso.

Que não serve para nada; inútil, improfícuo.

Usado com pouca ou quase nenhuma intensidade: fogão ocioso.

Característica (de algo ou alguém) desnecessária ou supérflua: palpite ocioso.

Substantivo masculino: Pessoa que não faz nada; aquele que se entrega ao ócio; vadio, preguiçoso.

Etimologia (origem da palavra ocioso): Do latim otiosus.

Sinônimos de Ocioso: madraço, vagabundo, gaudério, tunante, vadio

Antônimos de Ocioso: ativo, ocupado.

Classe gramatical: adjetivo e substantivo masculino

Separação silábica: o-ci-o-so

Plural: ociosos

Feminino: ociosa

Pronto. Agora que você já sabe qual é o significado ao pé da letra da palavra, vamos partir para o conceito de ocioso.

Conceito da palavra

Ocioso é uma definição tanto empregada a um individuo como a um objeto que não está funcionando mais. A raiz da palavra é proveniente de ócio que se refere há um tempo sem ocupação. Portanto a pessoa ociosa não está sendo produtiva, não está trabalhando ou não está fazendo nada.

Geralmente, a palavra “ocioso” é usada em ambientes de trabalho, ao se referir a um funcionário que está parado ou desocupado em seu período laboral. Às vezes um funcionário cumpriu todas as obrigações e acaba ficando “ocioso”. Viu como o termo se encaixa bem nesse caso?

Geralmente, o ócio equivale apenas a um período, visto que após algum tempo, novas atividades surgem e a pessoa sai do estado de ociosidade. Este adjetivo substantivo refere-se, portanto a um período de tempo.

A ociosidade pode ocorrer em diversas situações. Pode ser no lar, no ambiente de trabalho ou qualquer outra situação que exista um período vago de tempo, sem absolutamente nada a fazer. Se isso acontece em um ambiente de trabalho, o empregador geralmente sai no prejuízo, visto que paga seus funcionários para produzirem ao invés de ficarem ociosos, mesmo que involuntariamente.

O ócio pode ser positivo após uma longa jornada de descanso, afinal, todo mundo precisa de um tempo para descansar. Porém quando a ociosidade se torna uma constante na vida da pessoa, isto pode ser prejudicial até mesmo para a saúde mental dela.

Empregabilidade de ocioso

A palavra ocioso geralmente é empregada quando se refere a alguém que não tem nenhuma ocupação, que não faz nada da vida. Geralmente, um indivíduo ocioso se entrega ao ócio, não está fazendo nada no momento, não está trabalhando e não faz nenhuma atividade.

Ocioso também pode ser empregado como uma característica pejorativa. Um adjetivo que tem o sentido de:

  • Indivíduo preguiçoso,
  • Indolente,
  • Que não procura trabalho.
  • Incompetente
  • Desnecessário,
  • Supérfluo,
  • Que ninguém sente falta
  • Inútil
  • Vadio
  • Preguiçoso
  • Que não tem vontade de fazer nada,
  • Vadio,
  • Indolente,
  • Preguiçoso,
  • Vagabundo

Dado a tantas características negativas que estão associadas ao conceito da palavra “ocioso”, é digno de nota que geralmente quem está há muito tempo ocioso não é bem visto em nossa cultura.

Ociosidade versus trabalho

Um famoso sociólogo chamado Domenico de Masi defendeu uma teoria no qual ele relacionava o ócio à criatividade. Segundo o italiano, o ócio é muito importante para estimular o raciocínio em época de produção e que trabalhar demais é o principio da estafa.

Em partes, essa teoria realmente faz sentido. Se uma pessoa dedica 100% do seu tempo ao trabalho, com certeza vai entrar em parafuso cedo ou tarde. É preciso tirar tempo para cuidar da saúde mental e física, aliando o ócio á atividades que dão prazer como leitura, ouvir música ou realizar hobbies.

No serviço secular, a ociosidade é resultado de trabalhar rápido demais e ter serviço de menos. O funcionário que se submete constantemente a períodos de ociosidade pode desenvolver sentimentos de inutilidade e sempre estar com a sensação de que está perdendo tempo.

Mas como vimos no começo desse tópico, o contrário também é verdade. O funcionário que se submete a intensas horas de trabalho e realiza muitas atividades sem tempo de descansar e ficar no “ócio” pode desenvolver transtornos sérios de estafa que afetam sua saúde mental e física.

O segredo, segundo o sociólogo Domenico, é o equilíbrio dos dois fenômenos. Ambos se completam. O individuo necessita tanto de atividades laborais como de descansos e ócio. A junção dos dois é a chave para uma boa desenvoltura do trabalhador com o ambiente que frequenta.

Outras definições deocioso

Ocioso também pode ser empregado na tecnologia. Para o popular agregador de links da internet, o nome ocioso é usado quando blogs enviam os links de suas postagens para o site, e este por sua vez envia visitas para os blogs.

“Ocioso” em inglês

  • volume_upocioso {adj. m.}EN
  • But political union may not just be the idle dream of a few federalists.
  • Mas a união política poderá não ser apenas um sonho ocioso de uns quantos federalistas.
  • Ocioso (também: preguiçoso, preguiçosa, indolente, lerdo) volume_uplazy {adj.}.
  • More_vert. “Quer isto dizer que somos ociosos?” ”Does this mean we are lazy?”.

“Ocioso” em espanhol

Exemplos:

  • Tempo ocioso m —tiempo muerto m
  • Modo ocioso m—modo de inactividad m · modo inactivo m
  • Período ocioso m—periodo de inactividad m

Essas são as maiores definições da palavra “ocioso”. Percebe-se então que existe uma gama de ramificações para o seu significado. Em resumo, a palavra é muito utilizada para destacar um período em que não há nada para fazer. E como foi considerado, um sujeito que passa muito tempo ocioso, não é bem visto na sociedade em que vivemos.

Também é importante ressaltar a importância da ociosidade saudável, que é aquela em que o individuo respeita o próprio corpo e mente aliando o trabalho a períodos ociosos.

Saiba mais sobre o assunto clicando em outros links relacionados em nosso site.

Veja mais:


você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.